NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Equipa de Portugal participa no Festival de Luz de Macau 23 Novembro 2022

Uma equipa de Portugal vai participar na oitava edição do Festival de Luz de Macau, que irá decorrer entre 03 de dezembro e 1 de janeiro, anunciaram hoje as autoridades da região chinesa.

Equipa de Portugal participa no Festival de Luz de Macau

Segundo a Direção dos Serviços de Turismo (DST) de Macau, o grupo português Ocubo Criativo – Atividades Artísticas e Literárias criou uma das quatro obras de ‘vídeo mapping’ em três dimensões que farão parte do festival.

Numa apresentação à imprensa, a DST disse que a obra da equipa portuguesa, chamada “Ponto de partida da integração”, irá ser exibida na fachada da Igreja de São Francisco, na ilha de Coloane, e “irá apresentar a história de Macau”.

A Ocubo Criativo já participou em outras edições do festival e foi convidada a desenhar uma obra alinhada com o tema principal deste ano, “Inverno Deslumbrante”, disse à Lusa a diretora da DST.

A empresa com sede em Agualva-Cacém “tem experiência em eventos em Portugal e não só” e “sempre que participa trazem ideias muito inovadoras”, disse Maria Helena de Senna Fernandes.

A Ocubo Criativo já apresentou trabalhos em França e na Finlândia e foi responsável pela cerimónia de inauguração em 2019 do Al Janoub, o primeiro estádio construído de raiz para o Mundial de futebol de 2022, a decorrer no Qatar.

O grupo português não estará presente em Macau “por causa da situação epidémica”, pelo que a obra será entregue pela Internet, com a DST a fornecer “equipamento e pessoal técnico para ajudar na projeção”.

“Esperemos que no futuro possamos convidá-los a vir presencialmente em Macau”, disse Senna Fernandes.

Macau fechou as fronteiras em março de 2020 e desde então que as pessoas que chegam ao território – com exceção da China continental – são obrigadas a cumprir quarentena em hotéis designados pelas autoridades, atualmente fixada em cinco dias.

O festival, que este ano tem um novo nome, Iluminar Macau 2022, irá estender-se a oito zonas do território, incluindo a hotéis-casinos na península de Macau e no Cotai, uma vez que as seis operadoras de jogo foram “convidadas, pela primeira vez, para colaborarem”, disse a DST.

A cooperação com as empresas permite ao governo “controlar o orçamento” do festival, que este ano é de 17,4 milhões de patacas (2,1 milhões de euros), menos 8,4% do que em 2021, disse a diretora da DST.

“Temos que ver a realidade”, sublinhou Senna Fernandes.

O Governo de Macau tem sido obrigado a recorrer à reserva extraordinária para responder à crise económica, até porque cerca de 80% das receitas governamentais provêm dos impostos sobre o jogo.

A China voltou a emitir, desde 01 de novembro, vistos eletrónicos para visitas a Macau, mas ainda não aprovou o recomeço das viagens em grupo, admitiu Senna Fernandes.

A dirigente garantiu que a região “vai acompanhar a situação epidémica” na China continental. “Também não queremos abrir às excursões e depois trazem muitos casos para Macau”, explicou.

A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou hoje ter registado mais de 27 mil novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, um valor muito próximo do máximo diário de 28.973 infeções, registado em abril.

A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project