ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Escalas de navios de cruzeiro em Cabo Verde aumentaram mais de 500% até março 03 Maio 2022

As escalas de navios de cruzeiro nos portos de Cabo Verde aumentaram mais de 500% no primeiro trimestre deste ano, face ao mesmo período de 2021, traduzindo-se num movimento de 17.693 passageiros, segundo dados oficiais.

Escalas de navios de cruzeiro em Cabo Verde aumentaram mais de 500% até março

De acordo com dados compilados hoje pela Lusa a partir de um relatório trimestral sobre o movimento portuário, elaborado pela empresa pública responsável pela gestão dos portos do arquipélago, Enapor, registaram-se 25 escalas de navios de cruzeiro de Janeiro a Março, mais de metade (13) das quais no Porto Grande, ilha de São Vicente.

Este movimento contrasta com apenas quatro escalas registadas no primeiro trimestre de 2021 - período ainda fortemente condicionado pelas restrições às viagens internacionais devido à pandemia de covid-19 -, que movimentaram então 2.404 passageiros.

O número de escalas de navios de cruzeiro aumentou 525% no primeiro trimestre e o movimento de passageiros cresceu 636%, face ao mesmo período de 2021, segundo os dados da Enapor.

A Lusa noticiou em Fevereiro que os portos cabo-verdianos esperam receber em 2022 mais de cem escalas de navios de cruzeiro, quase quatro vezes mais face a 2021 e próximo do melhor registo de sempre, entretanto condicionado pela pandemia.

De acordo com a programação da Enapor, em todo o ano de 2022 estão previstas 113 escalas destes navios.

Entre essas escalas, contam-se várias dos navios das empresas de cruzeiros do português Mário Ferreira, como o "Vasco da Gama", o "World Navigator" ou o "World Explorer", entre outros.

Trata-se de uma forte recuperação face ao cenário de 2021 em Cabo Verde, ano em que oito portos movimentaram em 2021 mais de 11 mil turistas em navios de cruzeiro, número que a pandemia de covid-19 reduziu em 41% face a 2020, acumulando a segunda forte quebra anual consecutiva.

De acordo com o relatório de tráfego anual elaborado pela Enapor, foram movimentados 30 navios de cruzeiro em escalas no país em 2021, menos 11 face a 2020.

Em 2019, no ano de maior movimento na procura turística por Cabo Verde, e antes dos efeitos da pandemia de covid-19, os portos cabo-verdianos receberam 149 movimentos de navios de cruzeiro e 48.500 turistas.

Esse movimento de turistas caiu mais de 60% em 2020, para 18.872 turistas e 41 navios, e mais 41% em 2021, segundo os dados da Enapor.

Cerca de metade do movimento de turistas e de navios de cruzeiro em Cabo Verde em 2021 voltou a ser no Porto Grande, Cidade do Mindelo, ilha de São Vicente, construído em 1962.

Aquele porto vai receber um novo terminal de cruzeiros, cuja obra arrancou em janeiro passado, a cargo do consórcio luso-cabo-verdiano constituído pelas empresas Mota-Engil e Empreitel Figueiredo.

A obra foi adjudicada por 26.483.603 euros, cofinanciada pelo Fundo ORIO, dos Países Baixos, e pelo Fundo OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) para o Desenvolvimento Internacional, e tem um prazo estimado para conclusão de 22 meses.

O Governo cabo-verdiano prevê que seja possível captar anualmente 200.000 turistas de cruzeiros com esta infraestrutura.

De acordo com informação anterior da empresa Enapor, com o levantamento das restrições impostas para conter a transmissão da pandemia de covid-19, os portos de Cabo Verde voltaram a receber - possibilitando o desembarque dos turistas - navios de cruzeiro com passageiros desde 19 de outubro passado.

"É um sinal animador e servirá como um teste a um regresso seguro dos cruzeiros, atendendo as novas condições de segurança para a receção desses navios", explicou a Enapor.

Devido à covid-19, o turismo de navios de cruzeiro ficou paralisado desde o início da pandemia no arquipélago, em Março de 2020, mas alguns países já retomaram, de forma gradual, a atividade.

"Pretende-se uma retoma progressiva e sustentada dos cruzeiros e neste sentido os Portos de Cabo Verde, em concertação com as entidades de saúde e demais parceiros, encontram-se preparados para a receção desses navios, estando definido os protocolos necessários ao cumprimento de todas as normas de higiene e segurança impostas pela situação epidemiológica atual", destacou a Enapor.

A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project