SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Especialista garante que melhoria da segurança pública depende fortemente da segurança privada 10 Mar�o 2021

O especialista José Maria Rebelo considera que a melhoria da segurança pública “depende grandemente da segurança privada” e lamenta que não se tenha trabalhado de “forma profícua” com vista a aumentar a capacitação e a profissionalização do sector.

Especialista garante que melhoria da segurança pública depende fortemente da segurança privada

Conforme o especialista citado pela Inforpress, estando capacitados os profissionais da segurança privada, cada um, individualmente, e as suas respectivas empresas podem contribuir para a segurança interna, em colaboração com as forças de segurança pública.

“Há que registar aqui um défice que carece de ser trabalhado na perspectiva da melhoria do sector”, apontou.

Instado sobre a possibilidade de os seguranças privados serem munidos de porte e uso de armas letais, porque há alguma reivindicação nesse sentido, disse que já existe um quadro legal, sobretudo para algumas especialidades, mas que o problema que se põe é a capacitação do pessoal, já que, explicou, apenas um terço do pessoal do sector tem uma “certificação formal para exercer actividade de segurança privada”.

“Isso induz ou não a confiança das autoridades em passar ao próximo nível e devemos ter em consideração que Cabo Verde tem diversos compromissos em relação ao controlo de circulação das armas de pequeno calibre, seja através das convenções das Nações Unidas, seja das recomendações da União Africana e da própria CEDEAO (Comunidade Económica de Países da África Ocidental)”, referiu.

Acrescentou ainda que por estes motivos as autoridades administrativas nacionais têm um “pensamento um pouco mais restritivo” na atribuição de licença de uso e porte de armas de fogo para a segurança privada.

Na sua perspectiva, nem todas as especialidades da segurança privada precisam de armas de fogo.

“É lógico que algumas especialidades poderão precisar do recurso à arma de fogo para questões situacionais ou de legítima defesa”, considerou José Rebelo.

Em seu entender, prossegue a fonte, se tivesse havido um “investimento forte” na capacitação de todos os profissionais da segurança privada, em vez de quase meia centena de videovigilância em pontos estratégicos, estar-se-ia a contar com quantos olhos para a colaborar com a segurança pública e denunciar situações suspeitas de ameaças contra pessoas e propriedade.

“Hoje, o sector emprega aproximadamente quatro mil pessoas. E com este número de pessoal totalmente qualificado, os ganhos, sobretudo do ponto de vista da denúncia para actuação atempada, seriam muito maiores, porque a segurança privada está em todos os cantos de Cabo Verde”, enfatizou aquele especialista, acrescentando que, havendo um equilíbrio entre investimento em sistema de videovigilância e os elementos da segurança privada, isto representaria um “ganho muito grande” para o controlo da situação que se vive no País.

Relativamente às políticas públicas para o sector do serviço privado de segurança, defendeu que se trata de “medidas transversais” que têm a ver com a rendibilidade das empresas, assim como com a relação que estas têm com os seus trabalhadores, cita Inforpress.

“Estas medidas foram identificadas, mas ainda estão carentes de implementação”, lamentou, apontando o exemplo referente à actualização dos salários dos vigilantes, que está intimamente ligada à actualização dos contratos com as entidades que solicitam o serviço, particularmente os do domínio público, que representam a maioria dos clientes das empresas de segurança.

“Não havendo a regularização dos contratos, dificilmente as empresas terão condições para a actualização dos salários”, admitiu, lembrando que, recentemente, se realizou um encontro “promissor” com o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças para, até Maio, haver condições em ordem à implementação das medidas adoptadas na referida reunião, avança a mesma fonte.

José rebelo é actualmente investigador na área de segurança e doutorando em Direito e Segurança.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project