INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Espiões israelitas ex-oficiais: Senado dos EUA alerta mas Israel lava as mãos 29 Agosto 2020

O senado americano dirigiu, na semana passada, um aviso ao Estado de Israel sobre o Psy-Group que é suspeito de atuar em prol da Rússia para interferir na eleição presidencial deste ano, tal como o teria feito em 2016. Mas o Ministério da Defesa do Estado de Israel diz que não é da sua alçada supervisionar a atividade desse grupo.

Espiões israelitas ex-oficiais: Senado dos EUA alerta mas Israel lava as mãos

O ministro da Defesa disse na terça-feira, 25, que nunca considerou ser responsável pela supervisão do Psy-Group que inclui entre os seus empregados vários ex-oficiais e até um antigo dirigente da Segurança/Serviços de Interligência do Estado de Israel.

A lei sobre a exportação de serviços, aliás, obriga as empresas privadas a obterem a devida autorização para poder prestar a estrangeiros Serviços de Interligência".

O alerta foi dado na semana passada, dia 18, na ocasião em que a comissão especializada do Senado dos EUA publicou o quinto volume da investigação sobre a interferência da Rússia na eleição presidencial de 2016. Um capítulo inteiro do relatório é dedicado à Psy-Group, empresa israelita de ciber-inteligência.

"Os representantes do Psy-Group assinaram um contrato de colaboração com os dirigentes da campanha de Trump em 2016. Mas nunca estiveram ao serviço da campanha".

O relatório do Senado indica ainda que o Psy-Group em diversas ocasiões trabalhou para oligarcas russos, um dos quais é Oleg Deripaska "um próximo do Estado Russo e dos seus Serviços de Inteligência".

Fontes: Times of Israel. Foto (Getty).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project