LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Estrela da TV japonesa morreu vítima de ciberbullying — Mudança na lei criminaliza agressor 20 Dezembro 2020

A justiça em Osaka iniciou o processo do caso de ’ciberbullying’ que levou à morte, em maio, da estrela televisiva Hana Kimura, de 22 anos, profissional de ’wrestling’. O arguido, também de 22 anos, dirigiu-lhe mais de trezentas mensagens ameaçadoras. Em agosto o parlamento japonês criou uma lei para criminalizar o ’ciberbullying’.

Estrela da TV japonesa morreu vítima de ciberbullying — Mudança na lei criminaliza agressor

Em 23 de maio, a lutadora postou a foto no Twitter. Pouco depois soube-se que ela se tinha suicidado. Os fãs inconsoláveis começaram a questionar as ameaças que ela tinha vindo a receber através daquela rede social.

O dono da conta — que publicou mensagens de ódio como "A tua vida vale alguma coisa?", ‘Então, quando é que morres?" — estava protegido pela lei da privacidade- A justiça parecia estar de mãos atadas para investigar o caso. Mas a sua repercussão levou o parlamento a intervir.

Segundo a imprensa nipónica, o bullier tornou-se arguido esta quinta-feira, quatro meses depois, de em agosto, ter sido criada a lei que pune a prática e obriga os operadores das redes sociais a fornecer o nome por trás do pseudónimo.

Fontes: Japan Times/LA Times/SCMP/... Fotos (Twitter/Kyodo):Profissional de Wrestling, uma modalidade de luta corpo a corpo, suicida-se aos 22 anos, incapaz de suportar a humilhação causada online.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project