ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Estudo de Afrosondagem e isenção de vistos: Cidadãos temem aumento da criminalidade com ameaças de terrorismo e tráfico de drogas 29 Abril 2018

Está a ser contra a corrente social a decisão do Governo de Ulisses Correia e Silva de avançar, segundo a lei já aprovada na Assembleia Nacional, com a isenção de pagamento de vistos a cidadãos da União Europeia e Reino Unido. É que, segundo o mais recente estudo da Afrosondagem, a maioria dos entrevistados (33%) considera que vai principalmente aumentar a criminalidade com ameaças de terrorismo e tráfico de drogas em Cabo Verde. Já uma cifra de 24% acredita, porém, que a medida pode vir a impulsionar o turismo no país.

Estudo de Afrosondagem e isenção de vistos: Cidadãos temem aumento da criminalidade com ameaças de terrorismo e tráfico de drogas

Conforme a pesquisa referida, a maioria dos cabo-verdianos (55%) desaprova a medida e 31% aprova a decisão. Já 10% dos inquiridos responde que não sobe nem ouviu falar sobre esta decisão do executivo de Ulisses Correia e Silva de isentar o pagamento do visto aos indivíduos portadores do passaporte da União Europeia e do Reino Unido para impulsionar o turismo nas ilhas de Cabo Verde.

Os resultados do referido estudo revelam dados relevantes para reflexão, com se pode ver a seguir:

Insegurança interna

Maior número de inquiridos (33%) acha que a medida pode vir a
aumentar a taxa de criminalidade no país.

Impacto no turismo

Uma parte dos entrevistados (24%) considera, no entanto, que a medida pode Impulsionar o crescimento do turismo em Cabo Verde.

Favorecimento a terrorismo

Conforme os resultados deste estudo da Afrosondagem, 23% dos cabo-verdianos entende que a isenção de vistos vai aumentar ameaças do terrorismo no país.

Aumento da prostituição e drogas

Uma outra parte dos entrevistados (20%) responde que a medida vai aumentar a prostituição e o consumo de drogas em Cabo Verde.

Emprego e oportunidade de negócios

A medida do governo pode gerar mais emprego e oportunidades de negócio, segundo 19% dos inquiridos.

Diminuição de receitas do Estado

Conforme 16% dos entrevistados, a medida de isentar o pagamento de vistos vai contribuir para a perda de receita para o governo central.

Potenciar destino turístico

Alguns entrevistados (16%) consideram que Cabo Verde torna-se num destino turístico mais conhecido com a referida medida.

Impacto no desenvolvimento local

Uma cifra de 16% dos inquiridos acha que esta polémica medida do governo pode impulsionar o desenvolvimento local e o crescimento económico

Desconhecimento e dúvidas

Ainda segundo a mais recente pesquisa da Afrosondagem, uma fatia dos entrevistados (14% ) responde que não sabe nem ouviu falar o suficiente sobre a medida do Governo de isentar o pagamento de vistos a cidadãos da União Europeia e do Reino Unido.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project