INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Europeias: Urnas fechadas, contagem arranca. Quem serão os 21? 27 Maio 2019

Os portugueses foram este domingo às urnas para eleger os 21 eurodeputados que representarão Portugal, nos próximos cinco anos, no Parlamento Europeu. Além dos vencedores e vencidos desta noite, a grande questão será saber também qual a percentagem de abstenção. Acompanhe, a noite eleitoral no A Semanaonline, com em Notícias ao Minuto (NM).

Europeias: Urnas fechadas, contagem arranca. Quem serão os 21?

19h08: "Não houve mais nenhum boicote". Fonte da Comissão Nacional de Eleições (CNE) adiantou à agência Lusa que as eleições decorreram de forma "pacífica", pelo que "o balanço é positivo",registando-se apenas um boicote inicial em Montalegre, "que foi logo resolvido"

19h02: Lá fora, há protestos em Bruxelas e várias projeções em muitos países

19h01: Votaram menos 36.262 pessoas, até às 16h00 de Lisboa (15h00 de Cabo Verde) do que nas eleições para o Parlamento Europeu de 2014, apesar de haver este ano mais um milhão de recenseados para eleger os eurodeputados portugueses. A esta hora, os valores da abstenção rondam os 76%

19h00: Estão fechadas as urnas, que abriram às 8h00 em Portugal continental. Começa a contagem dos votos. Nos Açores, as urnas fecham dentro de uma hora

Estão fechadas as urnas e a contagem dos votos arrancou. Em 2014, PSD e CDS coligaram-se mas este ano apresentaram-se a estas eleições com listas separadas, encabeçadas por Paulo Rangel e Nuno Melo, respetivamente. Sozinho, o PS concorre a estas eleições tendo o ex-ministro Pedro Marques como cabeça de lista.

A CDU, que junta PCP, o PEV e a Intervenção Democrática, voltou a apresentar-se como coligação, liderada pelo candidato João Ferreira. Também o Bloco de Esquerda concorre com a mesma cabeça de lista que apresentou há cinco anos, Marisa Matias.

Nestas eleições há outros repetentes como o Livre, o Nós, Cidadãos!, o PCPT/MRPP, o MAS, o PTP e o PNR e as estreias onde encontramos o PAN, o Aliança, a Iniciativa Liberal, o PURP e a coligação Basta (composta pelo PPM e PPV-CDC), e o PDR.

Recorde-se que, em 2014, PS saiu vencedor conseguindo eleger oito mandatos, a coligação PSD/CDS alcançou sete (com os centristas a elegerem apenas um eurodeputado), a CDU elegeu três, o MPT dois e, o Bloco de Esquerda, um mandato.

Apesar do apelo ao voto de todos os candidatos, dos líderes partidários, do primeiro-ministro e do Presidente da República, a abstenção permanece a grande dúvida destas eleições. Em 2014 fixou-se nos 66,09% e prevê-se, de acordo com as sondagens realizadas nos últimos dias, que este ano se mantenha elevada.

Restantes países

Além de Portugal, este domingo, outros 21 países realizaram eleições. Juntos vão eleger um total de 751 eurodeputados que ocuparão um lugar no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, nos próximos cinco anos.

Apresentamos mais dados sobre essas eleições europeias deste domingo nas próximas edições de hoje do Asemanaonline. Fontes: NM/Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project