ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Evergrande falha pagamento de juros da dívida — Governo vai intervir 10 Dezembro 2021

O gigante imobiliário ’Evergrande’ falhou hoje (5ª fª, 9) o pagamento dos juros de 1,2 bilião de dólares e, com a direção a admitir que pode vir a não conseguir cumprir as suas obrigações financeiras, o governo local de Cantão está a pressionar o bilionário Xu Jiayin com o aviso de que vai enviar um "grupo de trabalho".

Evergrande falha pagamento de juros da dívida — Governo vai intervir

O total da dívida, segundo a Fitch, já atinge os $300 biliões USD ou mais. A falência como saída também acarreta enormes perdas no setor do emprego.

Investidores e ataque de nervos

A expectativa dos investidores — que desde junho não receberam os últimos dividendos — é que as autoridades chinesas tomem posição sobre a crise que paira sobre o gigante imobiliário ’Evergrande’, cuja dívida está a triplicar a ritmo acelerado.

Os economistas esperam que o governo central intervenha se "o grupo de trabalho" prestes a arrancar entre o governo local e o grupo — um dos maiores construtores de apartamentos, torres de escritórios e centros comerciais da China — não atingir resultados.

Não seria a primeira vez que as autoridades chinesas iriam intervir: em 2014, como parte dos esforços para forçar devedores e credores a serem mais disciplinados, Pequim interveio.

O Estado tem, aliás, vindo a intervir para evitar crises nos mercados financeiros mas esta é a situação mais grave, segundo os especialistas citados pelos media da referência.

O anúncio formal do governo regional de Guangdong/Cantão representa, segundo analistas, o momento decisivo para a reestrutração da dívida da Evergrande.

Entre eles, Chuanyi Zhou, especialista em análise de crédito da Lucror Analytics, para quem "o mercado já avaliou o incumprimento hoje da Evergrande, e de muitas outras", segundo disse esta quinta-feira à AFP.

A análise acima é muito mais pessimista do que aquela que fazia em setembro Brock Silvers, chefe de investmentos da Kaiyuan Capital, explica que o "Evergrande tem certamente muitos problemas, mas também tem um conjunto significativo de bens que permite tentar lidar com esses problemas, pelo menos parcialmente, porque há um desfasamento temporal".

"O Evergrande não tem sido capaz de se capitalizar tão rapidamente como se esperava inicialmente e, por isso, apesar de ter bens tem dívidas que tem de pagar de imediato", sublinhava Silvers.

Na contramão de Silvers, Jackson Wong, diretor da empresa de gestão de activos, Amber Hill Capital, expressou há três meses não acreditar que a Evergrande consiga "pagar, integralmente, todas as suas dívidas. Deve haver uma reestruturação ou um abatimento nessas dívidas, no futuro".

Fundador: Xu Jiayin

Em 1996, fundou o Evergrande Real Estate Group cujo público -alvo era a crescente classe alta chinesa que comprava, investia em imobiliários de alto standing.

Hoje aos 62 anos o bilionário Xu Jiayin — segundo a última edição da Forbes a sua fortuna era calculada em 600 biliões USD — talvez já não o seja.
— -
Fontes: Financial Time/WSJ/Bloomberg/SCMP/.... Fotos (Reuters): O fundador. Sede em Guangdong/Cantão da Evergrande Group ou Evergrande Real Estate Group (anteriormente Hengda Group), a segunda maior empresa imobiliária da China em vendas. Fundado em 1996 é o 122º maior grupo do mundo em receita, de acordo com a lista Fortune Global 500 de 2021.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project