REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Ex-presidente de Madagáscar morre aos 84 anos 30 Mar�o 2021

Didier Ignace Ratsiraka, que chefiou o Estado malgaxe entre 1975 e 1992 e de novo de 1997 até 2002, morreu aos 84 anos, anunciou o presidente Andry Rajoelina no domingo, 28. Madagáscar "perdeu um patriota ilustre", tuítou o chefe de Estado.

Ex-presidente de Madagáscar morre aos 84 anos

Foi em 1975 que o almirante Ignace Ratsiraka assumiu a presidência da República de Madagáscar, o novo nome que substituiu o de República Malgaxe (Malgache, em francês) dado ao país independente em 26 de junho de 1960.

Em 1972, Ratsiraka fora preterido no cargo quando ao fim de doze anos no poder o primeiro presidente, Philibert Tsiranana, teve de se demitir pressionado pelos protestos na rua. Os militares preferiram colocar Gabriel Ramanantsoa na presidência até 1975.

Em 1974 Philibert Tsiranana funda o Partido Socialista Malgaxe, na tentativa de voltar à política ativa com vista à presidência. Em 1975, em mais um interregno na presidência, dirigido por Gilles Andriamahazo sob indicação dos militares, Tsiranana está pronto para retomar a presidência.

Mas em 1975 foi o "almirante vermelho" — alcunha dada a Didier Ratsiraka, em alusão à sua aproximação à ideologia comunista — que o diretório castrense nomeou presidente.

Entre transições de poder incentivadas pelo exército, seguidas de atos eleitorais em que o preferido de sucessivos diretórios vence, chega-se ao atual presidente, Andry Rajoelina que chegou à presidência em 2009 aos 34 anos.

Sem exceção, também Rajoelina chegou ao poder após um golpe de Estado protagonizado pelo exército contra o presidente Marc Ravalomanana, em meio a uma longa crise de distúrbios na sociedade malgaxe.

Antigo empresário e disc-jockey, Rajoelina entrou na política em 2005, ano em que foi eleito presidente da capital, Antananarivo, antes de ascender à presidência, onde tem sido reconduzido.

Rajoelina e a ’cura’ da Covid

Em 2020, em plena crise mundial de Covid-19, Madagáscar apresentava-se quase livre de Covid, com números baixos que continuam — hoje atinge 23.230 casos e 378 óbitos —, e Rajoelina destacou-se pela sua campanha a favor dum remédio tradicional malgaxe baseado na erva conhecida entre nós por "losna".

A propaganda desse remédio tradicional tornado numa marca comercial, sensibilizou alguns chefes de Estado que mandaram emissários para saber da viabilidade do remédio, CV-Organics, para combater o coronavírus.

A Guiné-Bissau juntou-se à Tanzânia, Togo, Tchad, que encomendaram o produto tradicional malgaxe que o próprio presidente de Madagáscar garante ter curado nacionais doentes de Covid-19. Moçambique e Nigéria após testes decidiram não utilizar a poção.

No Instituto Max Planck, Alemanha, cientistas alemães e dinamarqueses em parceira com uma empresa fitofarmacêutica dos Estados Unidos testaram a planta artemísia, ou losna, com vista à sua utilização no combate à doença do novel coronavírus (Covid-19: Cientistas alemães lideram testes à ’poção’ CVOrganics promovida por Madagáscar, 18.mai.020).

Mas em Madagáscar foi a própria comunidade científica que denunciou a falsa cura. Sobre os testes conduzidos por laboratórios estrangeiros como na Alemanha não houve mais notícia.
— -

Fontes: Twitter/Jeune Afrique. Relacionado: Covid-19 na Guiné-Equatorial: Presidente manda ministro de Saúde a Madagáscar buscar "bebida tradicional" para combater o coronavírus, 06.mai.020; Covid-19 em Moçambique: Uso de medicamento recomendado por presidente de Madagáscar está a ser ponderado, 30.abr.020; Covid em Madagáscar mais que decuplicou, mas presidente mantém fé na losna, 11.out.020. Foto: Andry Rajoelina e Didier Ignace Ratsiraka. O poder na quarta maior ilha do planeta (depois da Gronelândia, Nova Guiné e Bornéu) carateriza-se por transições de poder incentivadas pelo exército, seguidas de atos eleitorais em que vence o preferido de sucessivos diretórios castrenses.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project