REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Ex-presidente do Banco de Desenvolvimento da China condenado a perpétua 07 Janeiro 2021

O Ex-presidente do Banco de Desenvolvimento da China (BCD), um dos principais financiadores chineses de infraestruturas além-fronteiras, foi esta quinta-feira, condenado à prisão perpétua por corrupção.

Ex-presidente do Banco de Desenvolvimento da China condenado a perpétua

Hu Huaibang foi considerado culpado de usar o seu cargo para receber subornos no valor de 85,5 milhões de yuans (10,7 milhões de euros), entre 2009 e 2019, segundo o veredicto, citado pela televisão estatal CCTV. “Hu foi condenado à prisão perpétua por um tribunal da cidade de Chengde, no norte da China”, segundo a Agência Lusa.

O julgamento ocorre dois dias após Lai Xiaomin, o Ex-chefe do conglomerado financeiro China Huarong, ter sido condenado à pena de morte, por "corrupção e bigamia". Hu Huaibang, que fez carreira no setor financeiro, tornou-se presidente do Banco de Desenvolvimento da China em 2013, cargo que ocupou até 2018, diz a nossa fonte.

Afirma Xi Jinping., que a instituição é um dos três bancos especializados em financiar infraestruturas e apoiar empresas chinesas no exterior, ocupando um papel central na iniciativa "Uma Faixa, Uma Rota", lançada pelo Presidente chinês, Aquele projeto inclui aeroportos, centrais elétricas ou zonas de comércio livre, visando dinamizar regiões pouco integradas na economia global.

De salientar que o Banco de Desenvolvimento da China é, a par do Banco de Importação e Exportação da China (Eximbank), a instituição chinesa que mais dinheiro emprestou a Angola, o maior mutuário africano da China.

“A China lançou uma campanha anticorrupção em 2012, depois que o presidente chinês Xi Jinping assumiu a chefia do Partido Comunista Chinês (PCC). Desde então, mais de um milhão e meio de quadros do PCC foram sancionados”, escreve a nossa fonte., acrescentando que a mais ampla e persistente campanha anticorrupção na história da China comunista, lançada por Xi Jinping após ascender ao poder, em 2013, puniu já mais de um milhão e meio de funcionários do Partido Comunista.

“Os dois casos mais mediáticos envolveram a prisão do antigo chefe da Segurança Zhou Yongkang e do ex-director do Comité Central do PCC e adjunto do antigo Presidente Hu Jintao, Ling Jihua”, escreve a mesma fonte..

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project