INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Exéquias de McCain têm Bush e Obama, mas Trump está fora por desejo expresso do falecido 28 Agosto 2018

O elogio fúnebre de John McCain cabe aos ex-presidentes Barack Obama e George Bush, como o próprio McCain pediu. O mal-estar com Donald Trump não foi ultrapassado nem na morte, já que a sua última vontade foi que o 45º presidente não participe das cerimónias.

Exéquias de McCain têm Bush e Obama, mas Trump está fora por desejo expresso do falecido

O democrata Barack Obama e o republicano George Bush, o 44º e o 43º’ presidentes, foram adversários que venceram o republicano John McCain nas corridas presidenciais de 2008 e 2000. Cabe-lhes agora prestarem-lhe uma última homenagem proferindo o seu elogio fúnebre na cerimónia religiosa que terá lugar no sábado, 1 de setembro, na catedral nacional, na capital. A inumação irá acontecer na Academia Naval de Annapolis, na área metropolitana de Washington. McCain foi militar antes de ferimentos de guerra o incapacitarem e direcionarem-no para a política.

Antes, na quarta-feira, o corpo estará exposto na catedral do Arizona, no mesmo dia, 29 de agosto, em que aí nasceu em 1936. A Casa Branca será representada pelo vice-presidente Mike Pence. O presidente Donald Trump está excluído da cerimónia, tal como o próprio McCain pediu.

O senador John McCain morreu, este sábado, 25, a quatro dias de completar 82 anos. Na véspera, a família comunicara que ele decidira suspender o tratamento com quimioterápicos para o cancro do cérebro.

O candidato dos Republicanos na eleição presidencial de 2008, que foi vencido por Barack Obama, fica na história sobretudo pelos combates "independentes" que realizou dentro do partido vermelho, pelas vezes em que confrontou Donald Trump, candidato e 45º presidente.

Segundo diz a CNN, o ex-presidente Barack Obama enalteceu a "coragem" de McCain, através de um comunicado, emitido horas depois do anúncio de falecimento: "Poucos de nós estivemos alguma vez sujeitos aos sofrimentos que John suportou", referindo-se aos mais de seis anos em que o capitão McCain foi prisioneiro de guerra no Vietname.

Fontes: CBS/NY Times

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project