SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

FAO comemora “Dia Internacional da Alimentação” com base em dietas saudáveis 17 Outubro 2019

Com o lema “Nossas Ações representam o futuro: dietas saudáveis para um mundo – Fome Zero”, este ano as Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) concentra as suas atividades para a comemoração do “Dia Mundial da Alimentação”, que se assinala no dia de hoje, 16 de Outubro, com base em dietas saudáveis, destacando a erradicação da fome, como uma das prioridades absolutas, abordando todas as formas de desnutrição.

FAO comemora “Dia Internacional da Alimentação” com base em dietas saudáveis

Para assinalar esta efeméride, o Governo de Cabo Verde garante que no país, a insegurança alimentar, seja crónica ou transitória, tem repercussões no estado nutricional da população, como a subnutrição e as deficiências nutricionais das crianças menores de cinco anos, mas também a pré-obesidade que já representa uma sobrecarga acentuada.

Entretanto, de acordo com o Direto-geral da FAO, José Graziano da Silva, a desnutrição está aumentando em todas as regiões e estratos sociais e económicos. “Para combater isto, pretende-se aumentar a produção e o consumo de alimentos de boa qualidade, através de investimentos centrados na agricultura, nos quadros regulamentares, na tecnologia e na inovação”, acentua.

Para este responsável da FAO, os agricultores precisam de melhores incentivos para aumentar e diversificar a produção de alimentos de alta qualidade. “Os governos precisam adotar políticas, normas e regulamentações alimentares que priorizem a disponibilidade e acessibilidade de alimentos seguros. As instituições de pesquisa precisam fornecer o melhor aconselhamento científico e empurrar os limites do conhecimento e da tecnologia. O Individuo-consumidor também precisa refletir sobre as suas escolhas alimentares e hábitos alimentares através da consciencialização e da aprendizagem”, recomenda.

Cerca 820 milhões de pessoas não tiveram acesso a alimentos em 2018

Conforme dados divulgados pela FAO, durante o ano de 2018, cerca de 820 milhões de pessoas passaram fome em todo mundo (11% da população mundial), estimando que o número de pessoas sub-nutridas, a nível mundial, aumentou em 2017, pelo terceiro ano consecutivo.

Recorde-se que em Setembro de 2015, todos os Estados Membros das Nações Unidas aprovaram a agenda 2013 para o desenvolvimento sustentável. A erradicação da fome e todas as formas de desnutrição. Aliás, diminuir a fome é um dos principais objetivos da iniciativa intitulada “De mãos dadas” que estão prestes a lançar entre os setores público e privado, juntamente com as Organizações Não Governamentais (ONG’s.)

A taxa da obesidade tende a crescer

O crescimento da taxa de obesidade também é outro problema que está a preocupar a organização das Nações Unidas para a alimentação e a Agricultura (FAO). Segundo um estudo recentemente divulgado pela Organização, a obesidade e outras formas de desnutrição afetam quase uma em cada três pessoas no mundo. “No ano 2025, essa proporção se tornará uma em duas”.

Conforme os últimos dados do relatório da FAO, enquanto a fome afetou 821 milhões de pessoas em todo o mundo em 2017, a proporção de adultos obesos chegou a 13,3% em 2016, o equivalente a 672 milhões de adultos e 124 milhões de meninas e meninos (de 5 a 19 anos) são obesos e mais de 40 milhões de crianças com menos de cinco anos estão acima do peso.

Recorde-se que o “Dia Mundial da Alimentação” é comemorado este ano em 150 países e é também marcada como o aniversário da FAO desde 1945.Para esta Organização Internacional, a nutrição significa saúde, produtividade e bem-estar geral das pessoas, e prosperidade das sociedades por este modo é preciso comprometer com uma melhor nutrição por uma vida mais saudável e mais feliz.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project