ESPECIAIS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Festival Internacional de Santa Maria: Organização promete uma das melhores edições de todos os tempos 10 Setembro 2022

O Festival Internacional de Santa Maria regressa este ano ao areal da praia com o mesmo nome, uma das mais belas do país, após dois anos de interregno forçado devido à pandemia da Covid 19. O investimento financeiro feito na produção desta que é a 30ª edição do evento, que acontece nos dias 16 e 17 de Setembro, ronda os 15 milhões de escudos.

Festival Internacional de Santa Maria: Organização promete uma das melhores edições de todos os tempos

Ao ASemana, o Presidente da Comissão Organizadora do festival, Hermínio Monteiro, afirma que os munícipes salenses e visitantes merecem o melhor. “A ideia é oferecer aos munícipes do Sal, e não só, um evento de nível para compensá-los pelos dois anos que não tivemos festival. De certa forma, a edição deste ano serve para darmos um sinal de regresso à normalidade, e também, para comemorarmos a nossa vitória sobre a Covid-19”.

Afirmar que o cartaz é de luxo não é exagero. Afinal, em 48 horas, vários artistas de renome nacional e internacional partilharão o palco do Festival de Santa Maria.Nomes sonantes da música cabo-verdiana tradicional e moderna, como os Ferro Gaita, Big Z Patronato, Kino Cabral, Dina Medina, Suzana Lubrano, Dynamo, Manu Lima, Tito Paris, Rui di Bitina, Mário Marta, Mark Delman, SOS Mucci, entre outros artistas cabo-verdianos, disputarão a atenção dos fãs com os internacionais Tabanka Djaz, Calema e Don Kikas. O anteriormente anunciado Anthony B foi desconfirmado e no seu lugar entra Turbulence, artista jamaicano, de reggae, e membro do movimento Rastafari.

Serão mais de quarenta os artistas que vão subir ao palco. Caso para dizer que os festivaleiros vão ver o sol nascer na praia de Santa Maria.

Também haverá espaço para a ‘prata da casa’ poder brilhar. A Banda Municipal e os talentosos músicos da Escola Dona Tututa farão a abertura do festival da Praia de Santa Maria 2022, como já é habitual. Também atuarão os cantores locais Silvia Medina, Sandro Pimentel, Clóvis Davero, Sadia Youssouf, Litocoolio Andrade, Alcione Alcy e Lizender Medina, que integram a Banda ‘Sal Grosso’, Hip Hop Kriolada e NGS.

A organização não poupou esforços para garantir, a tempo e horas, todos os preparativos para uma 30ª edição de sucesso, assegura ao nosso jornal Hermínio Monteiro, “Duca”.

Já estamos bastante avançados, com os contratos praticamente todos fechados com os artistas e as empresas de prestação de serviços. Neste momento, estamos na montagem do palco e da vedação do recinto”.

"Dja d’Sal junte má diáspora"é o lema do festival deste ano, homenageando a nossa comunidade emigrada e o seu contributo para o desenvolvimento económico e social da ilha do Sal e do país.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project