AMBIENTE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo: Águabrava pretende realizar campanha de prospeção de água com execução de quatro furos 18 Agosto 2021

A Empresa Intermunicipal de Águas (Águabrava) pretende realizar uma campanha de prospecção de água subterrânea com a execução de quatro furos, sendo dois na zona sul e dois na zona norte, no quadro do seu plano de ação.

 Fogo: Águabrava pretende realizar campanha de prospeção de água com execução de quatro furos

A execução dos furos, segundo o administrador/delegado da Águabrava, Rui Évora, visa reforçar a capacidade de abastecimento de água à população, seja para o consumo humano, como para atender aos pedidos pendentes para sectores da agricultura e pecuária, conforme noticia a Inforpress.

Rui Évora explicou ainda que neste momento, há mais de 130 pedidos pendentes para a ligação de água para rega a nível da ilha do Fogo, sendo que a maioria das pessoas que possuem parcelas na zona sul do município de São Filipe e cuja ligação pressupõe aumentar a capacidade de disponibilidade de água em mais 160 metros cúbicos/dia.

Ainda conforme escreve a Inforpress, com a conclusão do projeto de optimização do sistema de produção e distribuição de água na zona sul os pedidos serão atendidos, mas adiantou que ainda no decurso deste mês a empresa vai proceder a ligação de água a 10 agricultores com parcelas entre Santo António e Almada, no quadro de um projecto financiado pela FAO e que estão a aguardar a ligação há muito tempo.

"Além de execução dos quatro furos a empresa está a equacionar o equipamento dos dois furos na zona norte do município dos Mosteiros para abastecer as localidades de Atalaia e Ribeira, que até este momento são abastecidas a partir do circuito norte da ilha, aumentando assim a disponibilidade de água para consumo humano e agropecuário", cita a nossa fonte.

Com relação ao projeto de abastecimento de água a zona norte alta de São Filipe, cuja primeira fase entre Inhuco e Domingos Ledo foi inaugurada na segunda-feira, 16, às necessidades andam à volta de 700 a 800 metros cúbicos/dia de água, quando o projeto estiver concluído, disponibilizada através de quatro furos de Achada Malva, Alvito Monte Tabor e Santa Cruz.

Atualmente a produção diária da Águabrava a nível da ilha do Fogo ronda os 3.400 metros cúbicos, mas a empresa continua a deparar com uma taxa significativa de perdas, técnicas e não só, na ordem dos 38 por cento (%), segundo Rui Évora, escreve a Inforpress.

Esta primeira fase contempla uma rede adutora com quatro quilómetros e meio de extensão e uma rede de distribuição de cerca de cinco quilómetros e está enquadrado no projecto maior de abastecimento de água à zona norte do município de São Filipe até Campanas de Cima.

O projeto de abastecimento de água a zona norte representa um investimento que consiste na abdução de água a partir de Inhuco de Cima até Campanas de Cima, a construção de 14 quilómetros de conduta abdutora, 8.5 quilómetros de rede de distribuição com 525 ramais de distribuição, reservatórios de 100 metros cúbicos, estações elevatórias.

"No global, o projeto representa um volume de investimento na ordem dos 90 mil contos disponibilizado pela Câmara Municipal de São Filipe, Governo de Cabo Verde através do Fundo do Ambiente e pela própria empresa Águabrava", cita a nossa fonte.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project