CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo: Câmara negocia com parceiro participação de artista internacional nas festas de São Filipe 18 Abril 2022

A câmara de São Filipe está a negociar com um parceiro o financiamento da participação de um artista internacional na edição deste ano das festividades do Dia do Município e da bandeira de São Filipe, disse Nuías Silva.

Fogo: Câmara negocia com parceiro participação de artista internacional nas festas de São Filipe

“O programa ainda não está 100 por cento (%) fechado porque ainda temos uma surpresa internacional que está sendo negociada junto de um parceiro amigo”, disse, awgundo a Inforpress, o presidente da câmara de São Filipe, Nuías Silva, sublinhando que caso o processo venha a materializar-se será proximamente, garantindo que a parte do festival está 95% fechado.

A câmara tem estado a anunciar na sua página nas redes sociais os artistas individuais que estão confirmados para a edição deste ano das festividades de São Filipe, depois de dois anos de ausência devido a pandemia de covid-19.

Até este momento estão confirmados vários artistas e grupos como Bulimundo, Yacine Rosa. MC Prego, Soraia Ramos, Big Z Patronato, Tony Fika, Nito Bazalumi, Grace Évora, Gama, Aderito de Pina, Kinzin, Nelson Freitas. Já para a noite branca que acontece no dia 26, destcam-se SOS Mucci, CESF, Trakinuz, MC Acondize e os Djs Maluku, Tuffon e Danny-Boy.

Nuías Silva indicou que a partir da próxima semana será divulgado o alinhamento do programa para cada um dos cinco dias de festividades, incluindo o alinhamento do concurso Miss Cabo Verde, marcado para o dia 25 de Abril.

Cofnrome ainda a Inforpress, as actividades culturais a serem realizadas no Presídio (festival) foram terceirizadas a responsabilidade financeira será da empresa contratualizada, ficando a câmara com a responsabilidade da parte organizacional, na qualidade de festeiro deste ano, assim como em relação às actividades desportivas.

“A parte que consumia muito dinheiro, cerca de 30 mil contos, conseguimos uma parceria e sua terceirização e esperamos que tenha sucesso para poder lançar um concurso com maior prazo para os próximos dois ou três anos para que parceiro poder preparar com maior antecedência”, destacou Nuías Silva, lembrando que a parte terceirizada envolve o trabalho da contratação de artistas, mobilização de patrocínios, de entre outros.

Para este ano, apesar da terceirização, a autarquia prevê gastar à volta de 15 mil contos com as festas do Dia do Município e da Bandeira e segundo explicou o presidente só com a premiação de corrida de cavalos o valor é superior a 1.500 contos e para todas as modalidades desportivas cerca de quatro mil contos.

“Duplicamos o valor em quase todas as modalidades para atrair atletas e comemorar o centenário com dignidade”, destacou o presidente da autarquia de São Filipe, sublinhando que o município quer registar aquilo que é a sua singularidade.

“Somos uma ilha tradicionalmente do hipismo e o município quer ter este símbolo (cavalo) num dos monumentos da evocação da cidade e com isso dar um sinal que São Filipe quer candidatar-se e concorrer para receber a Federação Cabo-verdiana de Hipismo e dinamizar, não só o negócio à volta desta modalidade, mas estabelecer outras parcerias com federações congéneres para ajudar na componente de formação,

O autarca salientou ainda que, antes do final do mandato, pretende premiar os sanfilipenses com um “verdadeiro projecto de hipódromo” que pode ser iniciado neste mandato e finalizado no próximo, com todas as condições.

Festejos de Nossa Senhora do Socorro e São Lourenço

A Inforpress acrescenta que, depois das festas do Dia do Município e da bandeira de São Filipe 2022, Nuías Silva anunciou que a autarquia vai retomar também as festas de Salinas (18 de Maio), Nossa Senhora do Socorro e São Lourenço (05 e 10 de Agosto) que também não foram assinaladas nos últimos dois anos.

Com relação a 18 de Maio indicou que será realizada, no dia, a parte religiosa e cultura à volta das embarcações em parceria com associação dos pescadores e a comunidade de S. Jorge, mas a parte do festival será deslocado para o final de semana para permitir que todas as pessoas possam participar.

A cidade de São Filipe já começou a registar alguma movimentação, com chegada de alguns emigrantes, mas espera-se que a movimentação cresça a partir da próxima semana, conclui a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project