ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo: Incêndio de Ponta Verde consumiu mais de uma centena de hectares de terreno e destruição de 374 fruteiras – relatório 10 Junho 2022

O incêndio ocorrido a 17 de Maio em Ponta Verde consumiu uma área de 105 hectares de área florestal e agrícola, abrangendo as zonas de Fontinha, Monte Fotinho, Boca Larga e Ilhéu das Contendas e afectou 374 fruteiras.

Fogo: Incêndio de Ponta Verde consumiu mais de uma centena de hectares de terreno e destruição de 374 fruteiras – relatório

Após o incêndio, originado por queimadas para limpeza do terreno agrícola e que devido às condições climáticas desfavoráveis fugiu ao controlo do agricultor, uma equipa técnica constituída por três técnicos da delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), um da câmara municipal e outro de Protecção Civil efectuou a avaliação dos danos causados.

Os dados que constam de um relatório indicam que no sector da pecuária foi registada a perda de oito infra-estruturas (currais de pedra seca), destruição de 574 feixes de palha e morte de um animal (porco).

No domínio agrícola o incêndio afectou 374 árvores de frutas, nomeadamente mangueiras (196), pinhão (13), figueira (quatro), jambreira (dois), citrinos (29), cafeeiros (46), bananeiras (39), goiabeiras (nove), tamarindeiro (cinco), cajueiro (29) e amoreiras (dois), sendo que a maioria das fruteiras afectadas eram adultas (327).

Segundo os dados, mais de 60 por cento (%) eram mangueiras e citrinos adultos que se encontravam na fase de produção e 40% das mangueiras jovens eram enxertadas.

“As plantas afectadas pelo incêndio apresentavam a região do tronco e das raízes superficiais queimadas, o que pode dificultar a sua recuperação mesmo que o ano agrícola seja favorável, já que estas plantas se encontravam expostas a um grande stress hídrico” refere o documento, salientado que, à parte dos estragos agro-pecuários, foram afectadas ainda várias espécies de plantas florestais tais como gravilha, acácia rubra, albizia lebbeck, entre outras.

Na última quarta-feira uma equipa da Câmara Municipal de São Filipe, integrada pelo presidente e pelos vereadores pelas áreas do Desenvolvimento Rural, do Ambiente e da Protecção Civil, reuniu-se com os agricultores e criadores da zona de Fontinha (Ponta Verde) afectados pelo incêndio e na quinta-feira com a população de Monte Vaca no sentido de socializar possíveis acções prioritárias.

A construção de estradas de acesso, construção de um viveiro para permitir a reposição das árvores frutíferas, plantação de forrageiras para reposição dos pastos e apoio às actividades geradoras de rendimento, através do fundo de sustentabilidade municipal, foram as medidas definidas para a localidade de Fontinha, segundo o vereador pela área de Protecção Civil, Euclides Fernandes.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project