POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo: Líder da JPAI diz que polo de ensino superior é uma “medida importante” para dinamizar a economia da região 08 Julho 2022

A implementação do polo de ensino superior na ilha é uma medida importante para dinamizar a economia e tudo que está ligado à juventude da região Fogo/Brava, defendeu hoje o presidente da JPAI, Fidel Cardoso de Pina.

Fogo: Líder da JPAI diz que polo de ensino superior é uma “medida importante” para dinamizar a economia da região

O líder da Juventude do PAICV (JPAI) revela “algum receio” sobre a entrada em funcionamento do polo de ensino superior no ano lectivo 2022/23, apesar de existir, conforme disse “muita ansiedade” por parte dos jovens.

Cardoso de Pina fundamenta a sua dúvida no facto de ainda não se ter registado “quaisquer movimentações” na remodelação dos espaços para a criação das condições logísticas e para aulas, “nenhum sinal” de recrutamento de recursos humanos e nem sobre abertura dos cursos, sabendo que as outras universidades têm abertas inscrições.

“Tenho algum receio, mas espero que seja só um receio e que tenhamos o ensino superior na região Fogo/Brava”, disse Fidel Cardoso de Pina, observando que se trata de uma oportunidade para os jovens das duas ilhas, que não conseguem se deslocar a outros pontos do País para continuar estudos superiores.

O líder da JPAI apelou às autoridades a tomarem as medidas para que o polo universitário possa ser uma realidade e que as autoridades da ilha façam “alguma pressão” junto do Governo nesse sentido.

O líder da Juventude do PAICV, que se mostrou preocupado como o facto de a ilha do Fogo ter perdido nos últimos anos 6 por cento (%) da sua população, facto que revela “falha em matéria de política de juventude”, de fixação de jovens na ilha.

Além do polo de ensino superior, como forma de manter os jovens na ilha, o presidente da JPAI defende outras intervenções e uma delas passa pela resolução do problema de transportes que a região enfrenta.

Fidel Cardoso de Pina defendeu a replicação do modelo de transporte em curso entre as ilhas de São Vicente e Santo Antão, nas ilhas do Fogo e Brava com, pelo menos, uma ligação diária, para criar uma dinâmica de movimento de passageiros, mercadorias e turismo.

Para assegurar a ligação diária, o líder da Juventude do PAICV defendeu que o Governo deve criar incentivos e subsidiação de privados, observando que a colocação de um barco só para fazer a ligação entre as duas ilhas criaria uma “dinâmica impressionante” e todos os sectores conexos podiam beneficiar, sobretudo os jovens.

Fidel Cardoso de Pina defende, por outro lado, “maior investimento” no sector do desporto, por considerar que é preciso “mais dinâmica e mais política para ocupação” e para não perder os jovens, que são “activos principais” da região.A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project