SAÚDE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo: Ministério da Saúde vai contratar um enfermeiro para Chã das Caldeiras 23 Janeiro 2021

O Ministério da Saúde tem em curso um processo para contratação de um enfermeiro para a localidade de Chã das Caldeiras, mas a Região Sanitária criou um espaço com todas as condições e vai reabrir e reactivar o serviço.

Fogo: Ministério da Saúde vai contratar um enfermeiro para Chã das Caldeiras

O director da Região Sanitária Fogo/Brava, Evandro Monteiro, que avançou esta sexta-feira a informação à Inforpress, disse que no ano passado foi colocada, em parceria com uma organização não-governamental austríaca, a associação “Nôs ku nhôs”, uma enfermeira, mas que no quadro da situação da pandemia da covid-19 o processo foi interrompido.

Com a tendência para a normalização da situação da covid-19, o director da Região Sanitária e do hospital São Francisco de Assis, acompanhado da responsável dos enfermeiros, da administração e da própria enfermeira, deslocou-se hoje a Chã das Caldeiras para analisar os aspectos relacionados com a reabertura e reactivação do espaço, porque, explicou, faz falta à população.

Evandro Monteiro indicou que no quadro do plano de desenvolvimento regional sanitário consta a criação de um posto sanitário, existindo um projecto elaborado há algum tempo e inclusive há uma parte do financiamento mobilizado para a sua construção.

“Não podemos e nem devemos ficar à espera de ter um espaço de raiz para levar o serviço de saúde à Chã das Caldeiras, que é uma necessidade e uma preocupação”, disse o responsável pela região sanitária, indicando que é por esta razão que no ano passado, antes da situação da covid-19, se colocou uma enfermeira no local, em parceria com a associação “nôs ku nhôs” que garantia o salário da mesma.

Enquanto não vier o enfermeiro contratado pelo Ministério da Saúde para Chã das Caldeiras os responsáveis locais estão a trabalhar no sentido de encontrar uma resposta para esta localidade que poderá passar pela elaboração de escala de serviço que permite deslocação regular de técnicos de saúde a Chã ou ter um enfermeiro fixo em parceria com a associação.

Como a mesma já garantiu a sua disponibilidade para a sustentabilidade do projecto as autoridades sanitárias vão contratar uma enfermeira da ilha para colocar em Chã das Caldeiras com residência fixa até a chegada do enfermeiro a ser contratado pelo Ministério da Saúde, elucidou Evandro Monteiro.

O mesmo defende a transformação das Unidades Sanitárias de Base (USB) em postos sanitários com enfermeiros a tempo inteiro, porque, sublinhou, já não se faz formação para agentes sanitários que devem ser capacitados e transformados em agentes comunitários.

A transformação das USB em postos sanitários com enfermeiros, segundo Evandro Monteiro, justifica-se porque Cabo Verde está num patamar sanitário que assim o exige, com pessoas mais complexas e patologias que exigem abordagem mais específica que o agente sanitário não pode fazer.

Segundo o mesmo, o agente sanitário deve fazer parte de uma equipa conjuntamente com um enfermeiro e um assistente de serviço geral para os postos sanitários, lembrando que tudo isso acarreta um processo de estudo.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project