Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo: Candidaturas concorrentes intensificam debate de propostas junto dos eleitores 06 Abril 2021

Entrando no quinto dia da campanha eleitoral, as forças políticas concorrentes às legislativas no Fogo intensificam as suas acções de terreno com a apresentação das suas propostas ao eleitorado no sentido de capitalizar o voto de cada um dos foguenses no pleito de 18 de Abril. Esta segunda-feira,05, colocaram sobretudo em debate medidas de políticas para dignificar a função de deputados, propostas no sentido de o Estado melhorar as ligações marítimas e aéreas de e para o Fogo e dinamizar a agricultura local.

Fogo: Candidaturas concorrentes intensificam debate de propostas junto dos eleitores

PAICV promete resolver o problema de transportes

A candidatura do PAICV promete resolver o problema dos transportes aéreos e marítimo de e para a ilha do Fogo. Segundo a cabeça-de-lista “será uma das primeiras medidas a ser tomada para permitir o desenvolvimento da ilha, que é extremamente agrícola e turística, porquanto sem transportes para movimentar bens e pessoas o Fogo não se desenvolve.

Eva Ortet adverte que, tanto a nível aéreo como marítimo, a ilha retrocedeu, lembrando que antes a mesma tinha uma média de 14 voos semanais e agora tem apenas quatro voos.

Para a candidata do PAICV, o “transporte é o motor de arranque para desenvolver qualquer país, mormente Cabo Verde que é um país arquipelágico” . Por isso, Eva advoga que faz todo o sentido resolver esta problemática o quanto antes.

Esta segunda-feira a onda amarela esteve, em São Filipe, em contacto porta-a-porta com eleitorado de Fonte Aleixo (cidade), S.Jorge, Cisterno/Inhuco e Luzia Nunes. Teve ainda um encontro mais alargado, mas respeitando todas as medidas sanitárias em vigor, em Luzia Nunes para socializar a sua plataforma. Quanto aos municípios dos Mosteiros e de Santa Catarina, a programação não foi facultada.

UCID quer dignificação da função de deputados

Por sua vez, a União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), através do seu cabeça de lista para a ilha do Fogo, defende a necessidade de se dignificar a função de deputados.

Pedro Ribeiro fundamenta que a função de deputado é “tão nobre e merece ser exercida por profissionais competentes, devidamente motivados e melhor preparados, porque é aí que se definem as principais medidas legislativas”.

A pensar nisso, o cabeça de lista da UCID considera que os deputados devem promover uma atitude e mentalidade positivas no Parlamento, porque, segundo ele, é por esta razão que são eleitos pelo povo. Sublinha que os próprios deputados devem mudar a forma de trabalhar, adoptando melhores atitudes e comportamentos para que possam representar convenientemente a Nação Cabo-verdiana.

Depois de ter estado no domingo no município de Santa Catarina do Fogo, mais concretamente na cidade de Cova Figueira e nas localidades de Tinteira e Queimada, extremo norte do referido município, esta segunda-feira a caravana da UCID deslocou-se aos Mosteiros, onde, no período de manhã, fez campanha nas localidades de Atalaia e Ribeira do Ilhéu, e, à tarde, nas zonas de Sumbango e Mosteiros Trás.

MpD aposta na agricultura

Já o Movimento para a Democracia (MpD) elegeu como aposta para a próxima legislatura o desenvolvimento da agricultura, com destaque para a fruticultura.
O cabeça-de-lista do MpD pelo círculo eleitoral do Fogo, Filipe Santos, disse que o Governo já resolveu a “situação caótica no tocante ao abastecimento de água” encontrada em 2016, graças à aposta na mobilização do precioso líquido para a zona sul do concelho.

Santos indicou que a horticultura é hoje incomparável com a situação encontrada em 2016, mas apontou a necessidade de se apostar no desenvolvimento da fruticultura, por ser uma área em que a ilha é mais competitiva.

Segundo ele, o desenvolvimento da fruticultura está mais facilitado não só porque há maior capacidade de disponibilização de água para agricultura, mas também por estar a 20 escudos mais barato que anteriormente, embora tenha reconhecido que o preço, ainda 55 escudos por metro cúbico, é elevado. Mas o candidato ventoinha considera que com a conclusão dos trabalhos de equipamento dos furos com sistema de energia solar, o custo da água vai conhecer uma redução maior.

Esta segunda-feira,05, a candidatura do MpD centralizou as suas acções de campanha nas localidades de Columbia, Fonte Aleixo, Campanas de Cima, Inhuco e Ponta Verde, onde teve um encontro com a população.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project