CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo: PM destaca complexo educativo como “grande referência” em técnicas construtivas amigas do ambiente 19 Setembro 2022

O complexo educativo de Chã das Caldeiras é mais do que um edifício e uma escola é uma “grande referência” em técnicas construtivas amigas do ambiente, com sustentabilidade e que aproveitou a matéria-prima que existe na localidade.

Fogo: PM destaca complexo educativo como “grande referência” em técnicas construtivas amigas do ambiente

Foi assim que o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, classificou este domingo, no acto inaugural, o complexo educativo de Chã das Caldeiras, a “mais bonita” do País.

O chefe de Governo disse que é com sentimento de “muito alegria” que presidiu ao acto porque o seu Governo está a cumprir um compromisso com Chã das Caldeiras e com a ilha do Fogo, com a inauguração deste complexo escolar, que alberga o ensino pré-escolar e ensino básico obrigatório, até ao quarto ano.

“O primeiro destinatário são as crianças e adolescentes que vão frequentar uma escola que é das mais bonita de Cabo Verde, uma grande referência de técnicas construtivas amigas do ambiente”, evidenciou o primeiro-ministro, que parabenizou a equipa do M_EIA, responsável pela sua execução.

A obra já foi objecto de prémio internacional e é uma “grande referência” em termos de curiosidade e de visitas para aqueles que poderão vir a ter interesse relativamente a toda a fase da sua construção.

Na sua intervenção, Ulisses Correia e Silva destacou ainda o facto de o Governo levar escola para as proximidades onde as pessoas vivem, lembrando o que foi a erupção de 2014 e os esforços da reconstrução para estar hoje numa Chã das Caldeiras diferente daquela que existia anteriormente.

O primeiro-ministro não esqueceu os pais e encarregados de educação, sobretudo pela “resiliência e as dificuldades” em fazer deslocar as crianças e adolescentes para sítios mais distantes para terem aulas, situação que fica resolvida a partir de agora com a inauguração do complexo educativo.

O facto de a inauguração acontecer na véspera da abertura do ano lectivo 2022/23, que é sempre um momento importante para os alunos, pais e encarregados de educação e para o País, é de “grande importância”.

Por isso desejou que a escola seja de facto uma “grande referência” para a formação, educação e construção de homens e mulheres de futuro, já que, sintetizou, é de pequeno que tudo começa.

Em Chã das Caldeiras, uma vertente que devemos trabalhar fortemente é a educação ambiental, estamos numa zona que tem grande potencial de valorização ambiental, sustentabilidade de enquadramento dentro da valorização do património único que existe em Cabo Verde que é o vulcão” ressaltou o primeiro-ministro.

A mesma fonte salientou que o País e o mundo veem com cada vez mais atenção para problemática ambiental, da economia verde e da sustentabilidade e que tudo isso existe em Chã das Caldeiras.

O chefe do Governo apelou aos alunos para aproveitarem tudo que de bom esteja instalado no complexo para que sejam mulheres e homens de futuro e continuar a defender Chã das Caldeiras, “um dos maiores patrimónios” de Cabo Verde que Deus e a natureza nos deu”, e que todos têm a obrigação de preservá-lo, protegê-lo e criar cada vez mais valor do que tem hoje.

O presidente da câmara de Santa Catarina do Fogo, Alberto Nunes, por seu lado, parabenizou o Governo pela edificação do complexo educativo numa localidade onde se fazia sentir a necessidade de uma infra-estrutura, transformando sonhos dos pais, alunos e professores de Chã das Caldeiras numa realidade.

A construção deste edifício demorou algum tempo, pois trata-se de uma construção baseada num estudo experimental inédito”, declarou Alberto Nunes, lembrando que com a erupção de 2014 todas as infra-estruturas foram destruídas pelas lavas.

Sublinhou que em 2016 a realidade de Chã das Caldeiras era “árida e muito complicada”, porque “faltava tudo”, mas que “graças a boa parceria entre governos central e local”, hoje Chã das Caldeiras está “completamente diferente”.

Nos últimos seis anos, a nível de Santa Catarina do Fogo, segundo o seu presidente, a câmara em parceria com várias instituições mobilizou 150 mil contos para o sector educativo, nomeadamente construção e reabilitação de jardins de infâncias, escolas de ensino básico obrigatório e secundária, placas desportivas, mobiliários e equipamentos informáticos, formação e capacitação dos professores.

Para o delegado do Ministério da Educação no município de Santa Catarina do Fogo, Osvaldo Rodrigues, o complexo educativo de Chã das Caldeiras traduz-se numa mais-valia dada as suas excelentes condições de aprendizagem dos alunos.

Este apelou à comunidade educativa de Chã das Caldeiras, professores e funcionários para zelarem pela conservação e manutenção do espaço.

A partir de segunda-feira 85 crianças do pré-escolar ao quarto ano de escolaridade vão iniciar as aulas neste espaço, classificado de “actrativo, seguro e gerador de boas práticas pedagógicas” para as crianças. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project