CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo/São Filipe: Presidente da câmara apela à “diplomacia” do secretário de Estado Adjunto para “aceleração” de algumas obras 23 Outubro 2021

O presidente da Câmara de São Filipe, Nuías Silva, solicitou, esta sexta-feira, a “diplomacia política” do secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, junto do Governo, para aceleração do ritmo de execução de algumas obras em curso.

Fogo/São Filipe: Presidente da câmara apela à “diplomacia” do secretário de Estado Adjunto para “aceleração” de algumas obras

De entre as obras que pediu para que intercedesse está a de requalificação do centro histórico e da asfaltagem de algumas artérias da parte alta da cidade, cujo prazo de execução foi ultrapassado por três vezes, mas também sobre a implementação do projecto com a Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANAS) para a construção do aterro controlado para os três municípios.

Quanto às obras, Nuías Silva espera que as mesmas estejam concluídas antes da comemoração do centenário da elevação de São Filipe à categoria de cidade, 12 de Julho de 2022.

Segundo o mesmo, como filho do Fogo, espera que o secretário de Estado Adjunto dp PM, Lourenço LOpes, possa fazer a diplomacia política necessária, para que as obras possam conhecer outro ritmo de implementação e, no próximo ano, tê-las concluídas.

Nuías Silva apontou que a câmara está a projectar várias outras obras municipais que estão em fase de concurso, a terminar ou a serem lançados, e que dão novas perspectivas para cidade e transformar São Filipe num município competitivo e abastecedor do mercado nacional, mas também que cativa, atrai quadros e investimentos para a região.

Durante o encontro vários outros aspectos foram passados em revistas, desde a necessidade de ligações aéreas e marítimas mais regulares, passando pela implementação destas e de outros projectos.

Nuías Silva disse que na qualidade de presidente da autarquia tem sempre formulados pedidos aos membros do Governo que visitam a ilha, porque, considera que as obras em curso são “fundamentais e fundantes para aquilo que São Filipe deseja transformar-se”.

“Queremos que São Filipe se projecta para Cabo Verde e para o mundo como capital de uma região competitiva, capaz de atrair investimentos para região e para o município, atrair quadros para participar no seu processo de desenvolvimento”, disse Nuías Silva, reconhecendo que para isso acontecer é necessário ter infra-estruturas de qualidade que possam projectar a ilha, o município e cidade para níveis de competitividades nesta aldeia global.

Para Nuías Silva os membros do Governo são “parceiros fundamentais” para o desenvolvimento de São Filipe e para acelerar o ritmo das obras como a requalificação do centro histórico e da asfaltagem, porque, explicou, sobre estas obras, o município tem uma série de outras infra-estruturas económicas e sociais que pretende alavancar.

“Comemoraremos o centenário e não poderia haver melhor prenda para o município, para os sanfilipenses e para a vasta diáspora do que receber uma cidade muito mais acolhedora, aprazível e com índices de modernidade que não prejudicando o tradicional”, destacou. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project