CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo: Troço da estrada Chã das Caldeiras/Campanas de Cima é uma das melhores em Cabo Verde – PM 19 Julho 2020

A estrada que liga Chã das Caldeiras a Campanas de Cima, cujo segundo troço foi inaugurado este sábado, é uma das melhores construídas em Cabo Verde, reconheceu o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

Fogo: Troço da estrada Chã das Caldeiras/Campanas de Cima é uma das melhores em Cabo Verde – PM

Ao presidir a inauguração do troço que liga Bangaeira (Chã das Caldeiras) a Piorno, correspondente ao segundo troço com uma extensão de oito quilómetros, Ulisses Correia e Silva justificou que é uma das melhores estradas construídas no País, não só pelas dificuldades, mas pelo valor que representa na valorização de toda a zona, ligando depois com Campanas de Cima.

Este referiu que esta estrada valoriza Chã das Caldeiras e toda a zona alta, do ponto de vista turístico, dada a existência de paisagens “impressionantes”, permitido a criação de um roteiro turístico de muito interesse, assim como, também, valoriza a região, do ponto de vista económico porque, explicou, são áreas com produção e potencial agrícola muito grande.

“Valeu a pena o investimento e vamos continuar, porque falta o troço para concluir, cerca de 27 quilómetros, partindo da entrada de Chã até Campanas de Cima, o que representa uma valorização muito forte e faz com que a ilha do Fogo aumente o seu potencial de crescimento e desenvolvimento para ter uma economia muito mais dinâmica, que cria mais emprego e potencie o seu vulcão e as paisagens espectaculares”, referiu o primeiro-ministro.

A possibilidade da construção de um desvio para as zonas altas dos Mosteiros, segundo o mesmo, não está equacionada neste momento, mas admitiu que é intenção do Governo fazer o máximo de ligações possíveis para aproveitar todas as potencialidades existentes nesta região.
O troço Bangaeira/Piorno, com cerca de oito quilómetros e que representa um investimento de 130 mil contos vai complementar o troço de Cova Tina/Bangaeira, o primeiro troço que foi executado e inaugurado há um ano, com uma extensão de 11 quilómetros e que custou 110 mil contos.

O troço Bangaeira/Piorno vai ligar esta localidade a de Campanas de Cima, numa extensão de pouco mais de seis quilómetros e que representa um investimento de 160 mil contos, cuja previsão para a conclusão é o primeiro trimestre de 2021.

Ao todo os três troços têm uma extensão de 25 quilómetros, a partir de Cova Tina até Campanas de Cima e representa um investimento global de 400 mil contos, sendo 110 para o troço Cova Tina/Bangaeira, 130 para o de Bangaeira/Piorno e 160 para o de Piorno/Campanas de Cima.

O presidente das Estradas de Cabo Verde (ECV), Eduardo Monteiro, disse à Inforpress que, posteriormente, será requalificado os dois quilómetros entre a entrada de Chã das Caldeiras e Cova Tina, nomeadamente a melhoria dos muros de retenção longitudinal ao longo do talude e a nível do próprio pavimento que está em péssimas condições, passando, assim, a ter uma estrada de qualidade ao longo dos 27 quilómetros.

O troço inaugurado tem uma faixa de quatro metros mais meio metros de berma com uma valeta de 80 centímetros e é um troço com um traçado complexo, já que a intervenção foi ao longo de montanha.

Segundo os técnicos das ECV, houve intervenção a nível de drenagem longitudinal e transversal, com órgão de drenagem ao longo de traçado, linhas de água, muros de segurança e é uma estrada bem sinalizado com pilaretes e sinais verticais ao longo da via para maior segurança.
No sábado, Ulisses Correia e Silva participou, ainda, nas inaugurações de várias obras municipais na cidade de São Filipe.

Hoje, domingo, último dia da visita, o chefe do Governo desloca-se aos Mosteiros para inteirar-se do andamento das obras da construção do acesso ao cais de praia na localidade de Relva com pouco mais de um quilômetro (1.100 metros) e que representa um investimento de quase 25 mil contos, mas que tem grande impacto na vida dos pescadores, no fomento de pequenos negócios e na melhoria de condições de vida.
Ainda nos Mosteiros, Ulisses Correia e Silva visita o sistema hidroagrícola de Fajãzinha. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project