NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo de Luto: Morre Padre Camilo Torassa 11 Agosto 2018

A ilha do Fogo está de Luto com a morte, aos 89 anos de idade, do Padre Camilo Torassa, cuja hora do funeral estava por ser definida até ao fecho desta edição. Como membro da Congregação os Capachinhos, dedicou quase toda a sua vida em prol do desenvolvimento da Igreja Católica e do Fogo em geral.

Fogo de Luto: Morre Padre Camilo Torassa

Natural da Itália, o padre Camilo escolheu, desde 1960, o Fogo para viver até a sua morte, hoje,10/08 , no hospital regional São Francisco de Assis, onde estava hospitalizado há três dias. Deu fim em cadeiras de rodas. A julgar pelos comentários nas redes sociais, a notícia apanhou muita gente de surpresa, que ficou consternada.

« Homem que amou muito a ilha do Fogo e deixou muitas recordações e ensinamentos, bem como os seus conselhos de Pai, de Padre, de irmão e sobretudo de como cristão admirador de Djarfogo», postou João de Lucinda.

Já o professor Renato Delgado, escreve que «Djarfogo perdeu um grande Obreiro e Missionário de Deus», endereçando condolências a toda a família enlutada, amigos e à Congregação dos Padres Capuchinhos.

Na verdade, além da actividade religiosa, Padre Camilo desenvolveu um importante papel na formação e no desenvolvimento de recursos humanos no Fogo. Foi graças a ele que surgiu o primeiro liceu do Fogo - então Ciclo Preparatório que funcionou na Casa Materna. Ajudou filhos de várias famílias pobres. Aliás, não foi por acaso que a Câmara o e governo da República o homenagearam há bem pouco tempo.

Ordenação e actividade evangélica

Entretanto, Camilo Torassa, que adoptou a cidade de São Filipe e a ilha do Fogo como a segunda pátria, entrou para os Capuchinhos aos 18 anos (1947) e a 21 de Fevereiro de 1954 ordenou sacerdote e em Dezembro do mesmo ano apresentou aos superiores o seu pedido para vir trabalhar em Cabo Verde.

Depois da ordenação, passou, segundo descreve a Inforpress, mais três anos em Itália como professor no seminário e dois anos em Portugal, tendo chegado a Cabo Verde a 30 de Janeiro de 1960 (data de desembarque em S.Vicente) para depois rumar à ilha do Fogo, tendo passado dois anos na paróquia de São Lourenço, que, por coincidência, celebrou hoje(10/08) o seu patrono, antes de assumir a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, onde permaneceu durante 31 anos (Setembro de 1961 a Julho de 1992), tendo sido também pároco de Santa Catarina.Paz à sua alma!

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert

Newsletter

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project