INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

França-Carlos Ghosn: Edil, ex-ministra da justiça arguida por corrupção passiva 10 Agosto 2021

A política de direita Rachida Dati, autarca do 7º bairro de Paris e ex-ministra da justiça sob Sarkozy, está a ser acusada de corrupção passiva — o que ela nega alegando que os 900 mil euros em causa correspondem a serviços de consultoria que prestou ao ex-super-PDG da Renault-Mitsubishi-Nissan, Carlos Ghosn.

França-Carlos Ghosn: Edil, ex-ministra da justiça arguida por corrupção passiva

Segundo o contrato assinado entre as partes, a advogada Rachida Dati ia prestar ao PDG da Renault-Mitsubishi-Nissan "assistência para definir a política de extensão internacional" do grupo, "em especial nos países do Médio-Oriente e Magrebe".

O total de honorários recebidos foi, segundo o Le Parisien, de 900 mil euros entre 2010 e 2012. Nesse período de tempo era também eurodeputada pelo LR-Les Républicains.

Nove meses atrás, na primeira audiência em novembro, a Rachida Dati respondeu como testemunha. Depois, os magistrados modificaram a sua posição. Segundo fontes, terá sido o arguido principal no escândalo inanceiro das três empresas automobilísticas que a implicou de tal modo que o tribunal lhe mudou o estatuto.

Fontes: Le Figaro/... Relacionado: França: Centro-direita macronista contra centro-esquerda coligada em Paris ameaça ‘statu quo’ de Hidalgo, 21.fev.020; França: Partido de Macron perde maioria parlamentar — Marine pede eleições já, 20.mar.020.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project