INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

França: Macron delega no primeiro-ministro e ‘coletes amarelos’ recusam encontro 05 Dezembro 2018

O primeiro-ministro Edouard Philippe iria recebê-los esta terça-feira, 4, mas líderes do movimento antigoverno, Benjamin Cauchy e Jacline Moureaud, explicaram porque é que não vão à reunião no palácio Matignon.

França: Macron delega no primeiro-ministro e  ‘coletes amarelos’ recusam encontro

“Não iremos por três razões", explicou na segunda-feira, Benjamin Cauchy, um dos proponentes da retoma do diálogo com o governo.

“Primeiro, pedimos antes um gesto forte que era a retirada das taxas nos combustíveis. Não fomos atendidos. Segundo, não queremos ser marionetas dos políticos que nos querem repetir outra vez a sua pedagogia. E é para isso que aponta tudo quanto disseram até agora os deputados LRM que falaram à comunicação social”, disse o “colete amarelo” ao diário Le Monde.

“E por fim, os membros da nossa delegação estão a receber ameaças nas redes sociais. Já nos disseram que vão fazer um cordão humano à volta do Matignon (sede do governo e lugar da reunião prevista) para nos impedir de entrar. Tudo isto é inadmissível”.

Outro membro, Jacline Moureaud, em declarações à AFP, explicou que “Todos recebemos ameaças e intimidações, pelo que tememos pela nossa segurança”.

No domingo, o governo tinha anunciado a reunião desta segunda-feira com representantes dos partidos políticos, bem como a de terça-feira com os ‘coletes amarelos’. Estes na segunda-feira somavam já perto de setecentos detidos e perto de duzentos feridos, depois dos protestos de sábado que puseram “Paris a arder”, movidos pelo sentimento de profunda injustiça fiscal.

Fontes: Referidas. Relacionado: 412 detidos e 133 feridos em “Paris a arder” — Injustiça fiscal move ’coletes amarelos’ indignados com ’Macron presidente dos ricos’, 3.12.2018

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project