MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

França: Possível perpétua para raptores enganados pela anciã que raptaram (Atualização) 04 Janeiro 2021

Arranca na segunda-feira, 4, o julgamento de treze indiciados no rapto de Jacqueline Veyrac, viúva, 76 anos, em pleno dia numa rua movimentada de Nice em 22 de outubro de 2016. A polícia pôs-se em ação, mas 48 horas depois não tinha nenhuma pista. Foi a própria a salvar-se na quarta-feira, 24, após ter conseguido escapar aos seus carrascos. O tribunal de júri vai ter de decidir até ao dia 29 qual o papel de cada um dos indiciados e qual a motivação do italiano Serena, que arrisca a prisão perpétua, que já teria em 2013 tentado o mesmo crime.

França: Possível perpétua para raptores enganados pela anciã que raptaram (Atualização)

O crime não compensa… desta vez o ditado cumpriu-se. O rapto visava alegadamente obter um resgate de cinco milhões de euros. Mas antes que o filho Gerard pagasse, a milionária dona do prestigiado hotel de luxo "Grand Hôtel de Cannes" conseguiu escapar aos seus carrascos.

Os arguidos incluem o cabecilha Serena, dono dum restaurante italiano em Nice, um chef finlandês, um paparazzi e mais dez que aprendem a lição da forma mais dura: arriscam penas de prisão entre dez anos e a perpétua.

Fontes: Le Figaro/Nice Matin/L’Express. Fotos (Le Figaro): O mais famoso hotel 5-estrelas de Nice-Cannes. A viúva Veyrac começou por dirigir o império deixado por Jacques Veyrac falecido em 2002, depois passou em 2010 as rédeas a Gerard, o mais novo dos três filhos.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project