REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

França regista quase 180 mil novos casos de Covid-19 30 Dezembro 2021

As autoridades francesas registaram quase 180 mil novos casos diários de Covid-19, um recorde absoluto no país, elevando a cerca de 90 mil a média diária de novos casos nos últimos sete dias.

França regista quase 180 mil novos casos de Covid-19

A França registou 179.807 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, com a pressão hospitalar também a subir, havendo já 17.405 pessoas nos hospitais franceses devido ao vírus, dos quais 3.416 internados nas unidades de cuidados intensivos.

Sabe-se ainda que nas últimas 24 horas, morreram 290 pessoas em França devido à doença provocada pela Covid-19, ainda segundo os dados das autoridades sanitárias francesas.

O Governo reconheceu na noite de segunda-feira que os números da pandemia podem chegar a 250 mil novos casos diários de covid-19 no início de Janeiro, e apresentou novas medidas de combate ao vírus que, devido à variante Ómicron, voltou a colocar em alerta o país.

Entre as principais medidas estão o regresso ao teletrabalho e o cancelamento de todos os concertos previstos para esta época festiva. No entanto, não foram adoptadas medidas mais severas, como um recolher obrigatório ou confinamento para as festividades de Ano Novo.

A outra aposta do Governo francês é a vacinação e nesta terça-feira foram vacinadas quase 700 mil pessoas, das quais 50 mil pela primeira vez. A covid-19 provocou mais de 5,40 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.909 pessoas e foram contabilizados 1.303.291 casos de infeção, segundo dados da Direção-geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, considerada preocupante pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infecções em pelo menos 110 países, sendo dominante em Portugal. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project