ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fundo Africano de Desenvolvimento reúne para reconstituição no 50º aniversário de apoio aos países de baixo rendimento do continente 06 Dezembro 2022

Os membros do Fundo Africano de Desenvolvimento reúnem-se em Marrocos para a quarta e última sessão de compromissos sobre a décima sexta reconstituição do Fundo. A reunião crucial culminará com um pacote de financiamento para o próximo ciclo do Fundo, abrangendo 2023-2025.

Fundo Africano de Desenvolvimento reúne para reconstituição no 50º aniversário de apoio aos países de baixo rendimento do continente

A reunião contará com a presença de representantes dos países doadores do Fundo e da direção do Grupo Banco Africano de Desenvolvimento, liderado pelo seu presidente, Dr. Akinwumi A. Adesina. A reunião realiza-se no contexto de um clima global difícil que tem abrandado as perspetivas de crescimento económico de África.

De acordo com uma nota remetida ao Asemanaonline pelo African Development Bank Group (AfDB), a reunião de dois dias é organizada pelo Reino de Marrocos, na sua cidade nortenha de Tânger.

Ao longo de 2022, o Fundo reuniu-se três vezes para consultas entre a direção e os países doadores. As conversações centraram-se em questões como o clima e o financiamento da adaptação, gestão sustentável da dívida e recuperação pós-Covid-19, bem como o apoio político e financeiro a ser prestado pelo ADF para ajudar esses países.

"Atualmente, oito dos 10 países mais pobres do mundo são elegíveis para o Fundo Africano de Desenvolvimento", anuncia a fonte em comunicado, acrescentando que o Fundo fez uma entrega significativa no seu último ciclo - ADF-15, beneficiando 37 países em África.

Refira-se que para fazer face ao impacto da pandemia de Covid-19, o Fundo forneceu 1,2 mil milhões de dólares para apoiar 25 países do ADF. O financiamento ajudou-os a manter os serviços de saúde, expandir a proteção social, proteger os meios de subsistência e proporcionar formação aos profissionais de saúde.

Os países estão também a beneficiar do Mecanismo Africano de Produção Alimentar de Emergência, aprovado pelo conselho do Grupo Banco Africano de Desenvolvimento em maio. Os fundos estão a ajudar os países a adquirir fertilizantes e sementes; a aumentar a produção alimentar local em 30% e a apoiar reformas políticas para resolver problemas estruturais no setor agrícola.

De salientar que o Fundo celebra o seu jubileu de ouro este ano. Nos últimos 50 anos, o Fundo investiu mais de 40 mil milhões de dólares em mais de 2.700 projetos no continente, recebendo reconhecimento global.

O Fundo Africano de Desenvolvimento ficou em segundo lugar a nível mundial na qualidade da ajuda oficial ao desenvolvimento em 2021 pelo Centre for Global Development e pela Brookings Institution.

"O Fundo Africano de Desenvolvimento é a janela concessional do Grupo Banco Africano de Desenvolvimento. Criado em 1972, tornou-se operacional em 1974.
Distribuído pelo Grupo APO para African Development Bank Group (AfDB)"
, lê-se.

O Grupo Banco Africano de Desenvolvimento é a principal instituição financeira de desenvolvimento em África. Inclui três entidades distintas: o Banco Africano de Desenvolvimento (AfDB), o Fundo Africano de Desenvolvimento (ADF) e o Fundo Fiduciário da Nigéria (NTF). Presente no terreno em 41 países africanos, com uma representação externa no Japão, o Banco contribui para o desenvolvimento económico e o progresso social dos seus 54 Estados-membros.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project