DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Futebol/CAN’2021: Mário Semedo “apreensivo” com impasse no financiamento do Governo 23 Dezembro 2021

A Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) revela “apreensão” com o impasse quanto ao financiamento do Governo para com este projecto da selecção nacional, precisamente a 18 dias do arranque do CAN’2021, nos Camarões.

Futebol/CAN’2021: Mário Semedo “apreensivo” com impasse no financiamento do Governo

Para esta missão a FCF, ao que apurou a Inforpress, apresentou um orçamento avaliado em mais 30 mil contos.

O presidente da FCF, Mário Semedo, manifestou esta inquietação à imprensa hoje, no término da apresentação dos novos equipamentos, alegando que “a situação está na mesma do dia que a sua direcção se reuniu com o Instituto do Desporto e da Juventude”, a 07 de Dezembro, e que “até ainda nada avançou”.

“Eu não sei se o financiamento está garantido. Estamos à espera. Esperemos que a situação venha alterar rapidamente, porque vamos iniciar dentro de dois ou três dias a preparação. A selecção vai iniciar a preparação para esta grande prova que é o CAN”, declarou Mário Semedo, para quem isto poderá “atrapalhar o plano de preparação”.

“Quem deve ser o maior financiador para o CAN é o Governo, como acontece com todas as selecções de África, mas esperemos que as coisas acontecem o mais breve possível”, referiu Semedo, que ainda assim se mostra convicto em como “as coisas se vão resolver”.

Segundo a mesma fonte, Cabo Verde, de acordo com o plano da FCF, inicia os trabalhos de preparação a 26 do corrente na Cidade da Praia, seguida de Marrocos para a segunda fase dos trabalhos, de onde a comitiva segue directamente para Yaoundé (Camarões), para a sua terceira participação numa fase final do CAN.

Cabo Verde está inserido no Grupo A da A 33.ª edição da Taça das Nações Africanas, também designada por Campeonato Africano das Nações, CAN, que inicialmente estava marcada para 2021, tendo como adversários as selecções nacionais da Etiópia, Burquina Faso e os anfitriões dos Camarões.

Esta vai ser a terceira participação de Cabo Verde no CAN, depois de África do Sul 2013 e Guiné Equatorial 2015, evento que o presidente da FCF, Mário Semedo, encara como “mais um desígnio nacional”, perspectivando que a selecção terá de ter todas as condições para representar, de forma condigna do país, refere a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project