LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

GUINÉ-BISSAU: DISSIDENTES DO PAIGC CRIAM MOVIMENTO PARA ALTERNÂNCIA DEMOCRÁTICA NA GUINÉ-BISSAU 10 Junho 2018

Os dissidentes do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) criaram, este sábado, o Movimento para a Alternância Democrática (MAD) com o qual prometem ir às eleições coligados com outras formações políticas.

GUINÉ-BISSAU: DISSIDENTES DO PAIGC CRIAM MOVIMENTO PARA ALTERNÂNCIA DEMOCRÁTICA NA GUINÉ-BISSAU

O movimento é integrado pelo grupo dos 15 deputados expulsos do PAIGC e seus apoiantes.

Segundo o jornal A Bola, Braima Camará coordenador do grupo dos 15 deputados expulsos do PAIGC, defendeu que o MAD «está aberto» para estabelecer coligações «com toda gente» e elegeu o Partido da Renovação Social (PRS) como possível parceiro para as eleições legislativas marcadas para 18 de novembro.

No seu discurso de encerramento de uma convenção que juntou, em Bissau, cerca de 600 apoiantes do grupo dos 15, Braima Camará afirmou, por diversas vezes, que «o PRS é o dono do grupo dos 15».

Conforme a mesma fonte, Camará explicou depois que se estava a referir aos apoios que aqueles deputados receberam por parte do PRS quando o PAIGC os quis expulsar do parlamento, devido às divergências com a direção do partido.

Braima Camará garantiu que o seu grupo está «profundamente agradecido ao PRS».

Camará disse estarem fora de questão quaisquer entendimentos com o PAIGC no âmbito das próximas eleições legislativas de Dezembro.

«Estamos abertos para falar, negociar, dialogar com um conjunto de partidos com os quais partilhamos os mesmos valores democráticos», afirmou Braima Camará para quem a Guiné-Bissau «precisa de um novo ciclo».

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project