POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Gabinete do Primeiro-ministro “estranha” comunicado da câmara da Praia “pela agressividade” 21 Agosto 2021

O Gabinete do Primeiro-ministro disse, esta sexta-feira, “estranhar” o comunicado da Câmara Municipal da Praia, em que esta acusa Ulisses Correia e Silva de mentir ao País, pela sua “agressividade” e “desvio do essencial”.

Gabinete do Primeiro-ministro “estranha” comunicado da câmara da Praia “pela agressividade”

“À semelhança do que tem acontecido em outros municípios, o primeiro-ministro tem iniciado as visitas no âmbito da mobilização e sensibilização para a vacinação, com breve encontro com os presidentes das câmaras nos Paços do Concelho, seguindo-se visitas aos postos de vacinação. Tem funcionado muito bem em todos os municípios, com excepção da Praia, onde se registou um incidente lamentável”, lê-se num comunicado publicado na Internet.

O Gabinete do Primeiro-ministro disse ainda que foi informado da indisponibilidade do presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho, e da indicação de um director de serviço para acompanhar Ulisses Correia e Silva, “numa atitude no mínimo desrespeitosa”.

“Nem sequer foi indicado um vereador, mas sim um director. Seria de esperar perante tal acto que o primeiro-ministro se deslocasse aos Paços do Concelho? Existem questões protocolares e de respeito pelas instituições da República que devem ser cumpridas”, continuou.

A Câmara Municipal da Praia emitiu hoje uma nota à imprensa em que assinalou que o primeiro-ministro “escreveu definitivamente o seu nome na lista de concertação para atacar” a autarquia liderada por Francisco Carvalho.

“Em declarações à imprensa, na sequência da visita do chefe do Governo aos postos de vacinação na cidade da Cidade da Praia, Ulisses Correia e Silva mentiu ao País quando disse aos jornalistas que não sabia onde estava o presidente da Câmara Municipal da Praia, por este não o ter acompanhado nessa missão oficial”, lê-se na nota assinada pelo Gabinete de Comunicação e Imagem da autarquia capitalina.

Prosseguindo, a mesma fonte diz ser certo que o Movimento para Democracia (MpD) e os seus dirigentes “não conseguiram digerir” a derrota sofrida na maior câmara do País, um município que vinha sendo “a sua galinha de ovos de ouro durante 12 longos anos, com negociatas e contratos favorecendo empresários amigos”.

Recentemente em declarações à Inforpress, o presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho, disse que o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, é parte da “concertação para atacar a Câmara da Praia”, isso na sequência de um encontro com trabalhadores da área do saneamento da ilha de Santiago, promovido pelo chefe de Estado. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project