INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Golpe de Estado na Jordânia: Rei Abdullah II prende irmão, rainha Noor denuncia "perversa calúnia" 04 Abril 2021

O alegado golpe de Estado foi desmontado no sábado e no dia seguinte a rainha Noor da Jordânia, mãe de Hamza Bin Hussein denunciou (domingo, 4) a "perversa calúnia" por trás da decisão do rei Abdullah II de mandar prender o irmão. O ex-príncipe herdeiro está entre 20 pessoas detidas por suspeita de "sedição", "tentativa de golpe de Estado" e "conluio com entidades estrangeiras para desestabilizar o reino", o que Hamza negou no domingo, em comunicado.

Golpe de Estado na Jordânia: Rei Abdullah II prende irmão, rainha Noor denuncia

O canal Al Arabiya, que informou que as detenções incluem "pessoas próximas do príncipe Hamzah bin Hussein", adiantou ainda que uma fonte dos serviços de segurança invoca "razões de segurança do reino" para justificar as detenções.

Segundo a agência oficial jordana Petra, foram presos além do irmão de Abdullah II várias outras pessoas próximas, como Bassem Awadallah — chefe da corte real em 2007, ex-ministro das Finanças e por fim enviado especial à Arábia Saudita — e o membro da família real Sharif Hasan bin Zaid. Os dois encontram-se entre um número indeterminado de detidos, acrescentou a agência, citando uma fonte dos serviços de segurança.

Rei Hussein queria que Hamzah fosse o sucessor de Abdullah II

De acordo com a Constituição, o rei Hussein da Jordânia tinha nomeado príncipe herdeiro o seu irmão príncipe Hassan em 1965, deste modo transferindo o título do filho Abdullah nascido em 1962. A justificação era que havia muita instabilidade no reino.

Em janeiro de 1999, duas semanas antes da morte causada por um linfoma, Hussein indicou que o trono haxemita seria do seu primogénito Abdullah/Abdalá. Com a mãe deste, a princesa Muna nascida Antoinette Avril Gardiner no Reino Unido, Hussein teve mais dois filhos varões, Hassan, acima referido, e Mohammed.

O moribundo Hussein deu ainda instruções a Abdullah, casado desde 1993 com a plebeia Rania Al-Yassin e pai de dois rapazes, para que atribuísse a Hamzah, o quarto varão, o título de príncipe-herdeiro.

Ao ascender ao trono, em fevereiro, o novo rei cumpriu o último desejo do rei Hussein.

Mas em 2004, o rei Abdullah a pretexto de "valorizar a participação" de Hamzah no país retirou-lhe o título — que em 2009 atribuiu ao filho Hussein, de 15 anos.

Fontes: BBC/Al-Jazeera. Fotos (EPA): Inserida, Rainha Noor. Príncipe Hamzah e esposa. Abdullah II.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project