INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Google tem acesso livre a dados de pacientes de 2600 hospitais 14 Novembro 2019

Médicos e pacientes foram deixados de todo à margem do ’Nightingale Project’ (Projeto Rouxinol) celebrado entre a Google e a ’Ascension’ (ascensão), empresa gestora de duas mil e seiscentas unidades hospitalares nos Estados Unidos.

Google tem acesso livre a dados de pacientes de 2600 hospitais

A Google passa a ter acesso a todo o tipo de registos médicos, bem como aos elementos de identificação e morada, sem que o paciente tenha disso conhecimento, informa a BBC, esta terça-feira, 12, retomando a notícia do Wall Street Journal (de acesso condicionado).

A gigante tecnológica já reagiu à notícia da WSJ, afirmando que está a seguir uma "prática padrão" e que respeita todas as normas do HIPAA-Tratado de Responsabilidade de Seguros Médicos, de 1996.
"Esclarecemos que os dados do paciente não serão cruzados com nenhum dos dados de consumidores", na plataforma Google.

A questão da privacidade tem sido apontada como um dos maiores problemas que o contrato suscita.

Médicos e investigadores verbalizaram esta terça-feira algumas preocupações: "Estas parcerias público-privadas são assinadas através de contratos privados", sem conhecimento "nem controlo".

Com o próprio paciente e o seu médico a desconhecer que os dados circulam, "é difícil obter o mínimo de transparência", expressou a Profª Jane Kaye, da universidade de Oxford, Reino Unido.

Fontes: BBC/WSJ/Reuters

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project