ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Governo assina acordo de sete milhões de euros com União Europeia para mitigação dos efeitos do mau ano agrícola 20 Dezembro 2017

O Governo de Cabo Verde, representado pelos ministros das Finanças, Olavo Correia, e da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, assinou, esta manhã, com a União Europeia- UE a adenda da convenção de financiamento para a mitigação dos efeitos da seca e do mau ano agrícola.

Governo assina acordo de sete milhões de euros com União Europeia para mitigação dos efeitos do mau ano agrícola

“Trata-se de cerca de sete milhões de Euros e os recursos estão praticamente disponíveis, pelo que vamos intervir imediatamente. Este importante apoio vai permitir ao Governo atuar não somente para que haja pasto, como na criação de emprego no mundo rural. Igualmente e muito importante é referir que grande parte deste valor vai ser investido no reforço da nossa resiliência”, defendeu o Ministro das Finanças, Olavo Correia, instantes após assinar o documento em representação do Governo de Cabo Verde.

“A seca é uma regra em Cabo Verde, pelo que temos que ter atitudes coerentes em relação à poupança da água, do pasto e da adaptação da nossa agricultura em função da nossa realidade climática e das alterações futuras que poderemos enfrentar, de modo a sermos cada vez mais resilientes”, enfatizou o governante ao sublinhar que este é o desafio que se coloca a Cabo Verde, tanto dos pontos de vista do Estado, dos cidadãos, como dos agricultores.

Olavo Correia lembrou ainda que o Governo tem um pacote de quase 10 milhões de Euros já mobilizados, e que os processos estão a tramitar de modo a que brevemente estarão disponíveis nos cofres do Estado. O Ministro agradeceu a pronta resposta dos parceiros de Cabo Verde. “Mas, é preciso, e muito importante, reconhecermos que temos que mudar as nossas atitudes neste domínio, para que possamos ser um país cada vez mais resiliente”, alertou.

Por seu turno, o Ministro da Agricultura, Gilberto Silva, agradeceu o donativo em nome do meio rural e dos cabo-verdianos de forma geral, enfatizando a grande mais-valia que esta verba trará ao país quanto ao reforço da nossa resiliência.

Já, a embaixadora da União Europeia em Cabo Verde, Sofia de Sousa, realçou que este donativo está ancorado na relação de confiança e proximidade entre os cabo-verdianos e os cidadãos da União Europeia.

A assinatura do documento aconteceu na Sala de Conferências do Ministério das Finanças, na cidade da Praia.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project