ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Governo autoriza tráfego comercial aéreo e marítimo de passageiros a partir de segunda-feira 09 Outubro 2020

O Governo, através de uma resolução do Conselho de Ministros, mandou autorizar o tráfego comercial aéreo e marítimo de passageiros com destino e a partir de Cabo Verde, a partir das 00:00 de segunda-feira, 12.

Governo autoriza tráfego comercial aéreo e marítimo de passageiros a partir de segunda-feira

Segundo a Inforpress, estão igualmente autorizados, a partir da mesma data, operações de escala técnica e abastecimento de aeronaves nos aeroportos nacionais, que possam envolver o descanso das tripulações e passageiros, bem ainda a atracação ou acostagem de navios, veleiros e cargueiros.

Conforme o ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos, que falava em conferência de imprensa, no Mindelo, para dar a conhecer os resultados da reunião do Conselho de Ministros de quinta-feira, 08, seis meses após a decisão de interditar as ligações aéreas com países sinalizados com a covid-19, “é chegado o momento de decidir sobre novos passos a dar”.

Assim, lembrou o governante, o turismo é responsável por cerca de 25 por cento (%) do PIB e “o garante” de um “considerável número de empregos”, e os transportes aéreos “a peça essencial” para receber visitantes, sem olvidar os “efeitos nefastos” da suspensão dos voos na economia.

“Este é o momento do restabelecimento da ligação plena com exterior, obedecendo a requisitos aprovados e revistos periodicamente pelas autoridades competentes”, concretizou Carlos Santos, designadamente, a obrigatoriedade da apresentação do resultado negativo do teste PCR antes do embarque do passageiro com destino a Cabo Verde.

De acordo ainda com a Inforpress, o ministro considerou ainda que a decisão de autorizar o tráfego comercial aéreo e marítimo de passageiros com destino e a partir de Cabo Verde, é tomada num momento em que o País está a “reforçar os meios de despiste da covid-19 nas principais ilhas, sendo que os centros de tratamento covid-19 instalados no Sal e na Boa Vista receberam a certificação internacional.

Além disso, assegurou, está aprovada a legislação para o cumprimento de “regras e protocolos de segurança sanitária transversalmente”, de forma a proteger a saúde dos cabo-verdianos e criar condições para “o reerguer” das actividades económicas.

Contudo, a chegada de turistas, segundo a mesma fonte, será “paulatina”, porque dependente de critérios que são impostos nos países de origem dos turistas, pelo que o ministro fez um apelo “veemente” aos cabo-verdianos para cumprirem “rigorosamente” com as normas emanadas pelas autoridades sanitárias.

O aumento de turistas que venham para Cabo Verde, em última análise, segundo Carlos Santos, vai depender do cidadão cabo-verdiano.

“Se cada um fizer aquilo que está definido pelo Ministério da Saúde, nomeadamente utilização de máscara e distanciamento físico, faremos com que a curva de contaminação e de número de positivos para covid-19 baixe e aí o país emissor terá um procedimento melhor para connosco”, concluiu, segundo a Inforpress, o porta-voz do Conselho de Ministros.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project