ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Governo diz que está fora de questão subsidiar Binter pela via do Orçamento do Estado 28 Setembro 2018

O secretário de Estado das Finanças, Gilberto Barros disse, nesta quinta-feira, que está fora de questão subsidiar a companhia área Binter Cabo Verde pela via do Orçamento do Estado.

Governo diz que está fora de questão subsidiar  Binter pela via do Orçamento do Estado

Em conversa com os jornalistas à margem da cerimónia de abertura do IX fórum da Bolsa de Valores, que presidiu esta quinta-feira na Cidade da Praia, Gilberto Barros garantiu, segundo a Inforpress, que os cabo-verdianos “não ficarão” sem transportes, mas foi peremptório ao afirmar que o Governo não vai não subsidiar a única operadora actualmente dos transportes domésticos em Cabo Verde.

“É uma questão que nunca foi discutida e nuca haverá um subsídio do Estado de Cabo Verde para a empresa Binter. O entendimento de sempre com a Binter é que não haverá subsídios. Nada mudou e certamente neste Orçamento de Estado não haverá como subsidiar”, sublinhou.

Conforme a mesma fonte, Gilberto Barros adiantou que o Governo não encara o comunicado da Binter, que num primeiro momento, mandou suspender a venda de bilhetes para a partir do dia 28 de Outubro, altura em que devia entrar em vigor as tarifas máximas nos voos inter-ilhas anunciadas pela Agência de Avião Civil (AAC).

“Entendemos que é de um conflito normal entre uma entidade reguladora e um operador. A Binter está preocupada com o seu lucro e o regulador está preocupado com a protecçao dos passageiros, então forçosamente existe alguma tensão”, disse indicando que o Governo emitirá ainda hoje um comunicado sobre o assunto.

Na terça-feira, 25, a Binter Cabo Verde, num comunicado disse que ficou “gravemente prejudicada” com a redução das tarifas dos voos domésticos, conforme avançada pela AAC, e face a isso mandou suspender a venda dos bilhetes a partir de 28 de Outubro.

Entretanto, no dia seguinte, num novo comunicado informou que reabriu a vende de bilhetes para além do dia 28 de Outubro, após reunir-se com a Agência da Aviação Civil (AAC) e pedir a reavaliação do quadro tarifário das passagens.

Em nota enviada à imprensa, a Binter sustenta que esta decisão resulta das “reuniões frutíferas” realizadas na tarde de quarta-feira, 26, em que endereçou um pedido à AAC no sentido de “reavaliar o quadro tarifário publicado através da Deliberação nº 01/06/CA- 2018, por entender que o mesmo não assegura o equilíbrio económico-financeiro da empresa”.

Entretanto, o PAICV, principal partido da oposição, disse hoje suspeitar de um “cenário de encenação e de puro teatro” para se criar “as almofadas e as condições necessárias” para subsidiar a Binter através do Orçamento do Estado para 2019, algo descartado agora, pelo secretário de Estado das Finanças, refere a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project