DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Governo diz-se determinado em fazer do país uma referência na promoção do desporto sem doping 08 Outubro 2018

O governo reafirmou hoje a sua determinação em tudo fazer para cumprir com a legislação internacional, visando a promoção de um “desporto limpo”, de forma que Cabo Verde possa ser uma plataforma regional de excelência na organização de eventos desportivos.

Governo diz-se determinado em fazer do país uma referência na promoção do desporto sem doping

O ministro do Desporto, Fernando Elísio freire, fez esta afirmação na cerimónia de abertura da 13ª Reunião do Conselho da Organização Regional Antidopagem Zonas II e III de África, organizada pela Organização Nacional Antidopagem de Cabo Verde (ONAD-CV), tendo sublinhado que a promoção do desporto para Cabo Verde afigura-se como o engrandecimento para o país.

“Cabo Verde está ciente da sua importância e do caminho que estamos a fazer. Teremos a coragem, a determinação e o foco necessário para que o nosso país possa ser um país que pratique um desporto limpo, que tenha um desporto competitivo e que orgulhe a Cabo Verde e ao nosso continente”, sentencia o responsável pela pasta do desporto.

Considerando o desporto como uma escola de valores e, acima de tudo, um ponto de união entre pessoas e continentes, Fernando Elísio Freire disse que o país definiu fazer o desporto um factor do seu desenvolvimento e da sua afirmação no mundo, visando a formação de bons cidadãos com regras de jogo limpo.

O governante reconhece que actualmente o desporto é “um negócio maravilhoso, mas que pode ser perigoso se as regras não forem respeitadas e se não houver determinação e coragem das autoridades em fazer cumprir a lei e o jogo limpo”, tendo salientado que o país está a fazer uma forte investida diplomática e na criação de condições para receber grandes eventos.

Recordou que no ano transacto o país acolheu uma das etapas do circuito mundial de kitesurf e que para 2019 vai receber grandes eventos, designadamente “mais uma etapa do circuito mundial de kitesur, os Jogos Africanos de Praia e vai ser a sede da última fase da Liga dos Clubes Campeões Africanos de Andebol feminino e que o arquipélago se candidata para organizar, igualmente, no próximo ano, o Campeonato Africano Feminino de sub-17 em basquetebol.

Ajuntou ainda que para 2024 Cabo Verde aspira ser a sede do Campeonato Africano de Andebol sénior feminino e que se está a certificar o Estádio Nacional, para que o país possa receber competições do atletismo a nível nesta região africana e no continente.

Para isto explicou que o Governo criou a Organização Nacional Antidopagem de Cabo Verde (ONAD-CV) como estratégia a apresentar ao mundo com resultados claros, na luta contra o doping e que o seminário em curso é prova em como Cabo Verde quer apresentar-se como referência nesta matéria.

A Organização Nacional Antidopagem de Cabo Verde (ONAD-CV),é a organização anfitriã desta conferência, que conta com a presença de países como Benim, Burkina Faso, Costa do Marfim, Guiné Conacri, Guiné Bissau, Mali, Níger, Togo e Senegal e o director do Escritório Africano da Agência Mundial Antidopagem.

A reunião tem o propósito de discutir o orçamento geral da organização, os orçamentos para a bolsa de controlo de dopagem para os anos 2018 e 2019, bem como o plano operacional 2018-2019.

A ocasião vai ser aproveitada para se abordar as medidas correctivas do questionário de conformidade com o Código Mundial Antidopagem. A Semana/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project