LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Governo moçambicano critica funcionários envolvidos no auxílio à imigração ilegal 15 Novembro 2022

A ministra do Interior de Moçambique, Arsénia Massingue, criticou o envolvimento de funcionários públicos no auxílio à imigração ilegal, defendendo a responsabilização criminal dos infratores.

Governo moçambicano critica funcionários envolvidos no auxílio à imigração ilegal

“Preocupa-nos que funcionários públicos se envolvam no auxílio à imigração ilegal”, disse Massingue, citada esta segunda feira pelo canal público Televisão de Moçambique (TVM).

A participação de agentes do Estado nesse tipo de infrações é uma traição, uma vez que "juraram pela sua honra servir fielmente a pátria”, assinalou a ministra do Interior.

Conforme a Lusa, Arsénia Massingue defendeu a responsabilização judicial dos funcionários envolvidos com organizações criminosas que promovem a imigração ilegal, apontando que há vários agentes do Estado que estão a contas com a Justiça, devido a estas práticas.

Moçambique é ponto de chegada e de trânsito de imigrantes ilegais oriundos da região dos Grandes Lagos, Corno de África e Ásia.

Têm sido regularmente noticiados episódios de mortes de imigrantes ilegais durante a viagem, devido às condições perigosas em que são transportados, geralmente em camiões sobrelotados e sem ventilação.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project