LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Grupo ETE inaugura novo Pólo Logístico Transinsular Açores 30 Janeiro 2020

Foi inaugurado esta terça-feira, 28, o novo Pólo Logístico Transinsular Açores (PLTA) - uma nova infraestrutura do GRUPO ETE - numa cerimónia que contou com a presença da Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas do Governo Regional dos Açores, Ana Rêgo-Costa Amorim da Cunha. Esta infraestrutura visa reforçar a operação logística nos Açores, criando mais rapidez e eficiência na movimentação de cargas.

Grupo ETE inaugura novo Pólo Logístico Transinsular Açores

Situado em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel nos Açores, o novo Pólo Logístico Transinsular Açores (PLTA) concentra toda a sua atividade logística num único local, próximo da zona portuária e do aeroporto, permitindo assim, uma maior rapidez e eficiência na resposta às trocas comerciais da região.

“Sendo 85% da carga recepcionada e enviada por via marítima e 10 a 15 por cento por via aérea, na região dos Açores, o contributo do novo Pólo Logístico do Grupo ETE será fundamental para o desenvolvimento da economia local, nomeadamente para as PME locais nos seus vários setores de atividade. A nova estrutura envolve cerca de 30 postos de trabalho”, certifica o Grupo, em comunicado enviado a este diário digital.

Ainda, conforme a mesma fonte, o PLTA vem reforçar as sinergias locais entre as empresas do Grupo ETE a operar em Ponta Delgada, nos Açores, – Transinsular e ETE Logística – bem como permitir a criação de novas sinergias com parceiros locais, “o que terá reflexos positivos na operação logística, no tratamento e acondicionamento de carga e no aumento da capacidade de resposta dos serviços prestados”. Também a respectiva integração e concentração destes serviços num só local, facilitará toda a cadeia logística.

Para o Presidente do Conselho de Administração (PCA) do Grupo ETE, Luís Nagy, este investimento na operação em Ponta Delgada constitui um reforço do compromisso que o Grupo e a Transinsular têm há mais de 30 anos com os Açores e que vem introduzir “melhorias significativas” na sua operacionalidade, nomeadamente, do ponto de vista logístico, “gerando, a curto prazo, uma maior eficiência na resposta às trocas comerciais da Região”. Aliás, esta nova estrutura representará crescimento sustentado superior a 15% na carga movimentada”, anuncia.

Nova estrutura
De referir que a estruturara ocupa uma área superior a 12 mil metros quadrados, dispondo de um parque de contentores, com serviços de reparação e lavagem, de um armazém, com mais de 2. 000 metros quadrados, dotado das mais modernas infraestruturas, com “elevada capacidade” de receção de carga e de armazenagem, incluindo cais desnivelados, bem como valências de frio (positivo e negativo), característica esta que será “essencial” para o escoamento dos produtos oriundos dos Açores, nomeadamente produtos frescos (lacticínios e carnes).

“A concentração de toda a atividade logística num só local irá facilitar a circulação de todo o tipo de cargas, o que representa um acréscimo de, pelo menos, 15 por cento na carga movimentada, face à estrutura anterior”, mostra o PCA.

Recorde-se que a maior parte das cargas são provenientes de Lisboa e do Porto – Portugal, para onde são igualmente expedidas grande parte das mercadorias regionais, pelo que o pólo logístico do Grupo ETE irá igualmente, incrementar a distribuição de mercadorias provenientes e com destino às demais ilhas do arquipélago. “Um investimento feito numa nova infraestrutura, com valências complementares às já existentes, nomeadamente na área de armazenagem, que vem assim, consolidar o crescimento da operação do Grupo ETE, na Região Autónoma dos Açores”, aponta..

Sobre o GRUPO ETE

Fundado em 1936, o Grupo ETE é uma referência no setor marítimo portuário, integrando as áreas de Operação Portuária, Transporte Marítimo, Operação Logística, Transporte Fluvial, Agentes de Navegação, Engenharia, Construção e Reparação Naval. Detido exclusivamente por capitais portugueses, o Grupo emprega mais de 900 colaboradores e gera um volume de negócios anual superior a 200 milhões de euros.

Detém ainda a Transinsular, o maior armador português de marinha de comércio, é líder ibérico no transporte fluvial de mercadorias e é o maior operador de terminais portuários, em Portugal. Lidera ainda o agenciamento de navios em portos portugueses e oferece soluções logísticas nacionais e internacionais, multimodais e porta-a-porta. Referência em engenharia, reparação e construção naval, o Grupo ETE assegura ainda a gestão técnica de navios e tripulações.

O Grupo tem uma presença internacional com operações próprias em cinco países (Colômbia, Uruguai, Cabo Verde, Moçambique e Portugal), em 3 continentes.

Com especial destaque para Cabo Verde, onde o Grupo ETE detém atualmente, a concessão do transporte marítimo, de passageiros, veículos e cargas, entre ilhas, através da sua participada CV Interilhas, onde tem reforçado as sinergias existentes com as restantes operações que detém neste país: transporte marítimo de carga entre ilhas e operação logística através respectivamente das suas empresas, Transinsular e ETE Logística.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project