POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Grupo parlamentar do MpD apela aos caboverdianos a aderirem à campanha de vacinação contra a Covid-19 25 Junho 2021

O líder do grupo parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD), João Gomes, apelou esta quinta-feira, 24, aos caboverdianos para aderirem à campanha de vacinação contra a Covid-19, em curso no País, porque, segundo ele, “hoje já não há dúvidas de que a vacina é segura”.

Grupo parlamentar do MpD apela aos caboverdianos a aderirem à campanha de vacinação contra a Covid-19

João Gomes lembrou que as vacinas que estão a ser aplicadas em Cabo Verde foram certificadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e estão a ser usadas em todo o mundo, pelo que as pessoas não devem ter receios, conforme escreve a Inforpress.

“Se, inicialmente, houve algumas dúvidas criadas, em parte, por falta de conhecimento que tínhamos da vacina, em si, e por tudo aquilo que ouvimos sobre o que se passava no mundo acerca das vacinas, hoje, os receios transformaram-se em certezas”, afirmou João Gomes, que encabeçou um grupo de deputados da sua bancada eleitos pelo círculo de Santiago Sul, que visitou o Centro de Saúde de Achada de Santo António, na Cidade da Praia.

Durante a visita, juntamente com um outro colega, recebeu a primeira dose da vacina Astrazeneca e aproveitou para apelar a população para vacinar-se. Ao tomarem a vacina, de acordo com João Gomes, os dois parlamentares quiseram dar um “maior simbolismo” ao ato de vacinação.

“Em nome do grupo parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD) gostaria de apelar a todos os cidadãos para tomarem a vacina porque é segura”, exortou João Gomes, em declaração à imprensa durante a visita. A vacinação, segundo o político, é a forma “mais segura” de as populações se defenderem da pandemia da covid-19 que vem afetando a sociedade cabo-verdiana.

Ainda de acordo com a nossa fonte, Gomes mostrou-se “feliz e satisfeito” depois de ter tomado a primeira dose da vacina e explicou que não o tinha feito antes porque foi infetado pelo novo coronavírus e, logo, era obrigado a aguardar seis meses.

“Fizemos questão de tomar a vacina com a presença da comunicação social para passarmos a mensagem aos cabo-verdianos, onde quer que estejam, para se vacinarem”, sublinhou, lembrando que o Governo estabeleceu a vacinação como “prioridade das prioridades”, porque, admitiu, se o País conseguir atingir, ainda este ano, a imunidade de grupo, “mais depressa combater a pandemia e retomar a nossa economia”, cita a Inforpress, acrescentando que no Centro de Saúde da Achada de Santo António, diariamente é vacinada uma média de 200 pessoas.

Instado se este número não é baixo para um bairro que é o mais populoso de Cabo Verde, o líder do GP do MpD entende que isto é um sinal de que há “muito trabalho de sensibilização ainda por fazer. Na sua perspetiva, o Centro de Saúde Achada de Santo António devia estar, neste momento, a vacinar duas mil pessoas, conforme escreve a nossa fonte.

“Temos que caminhar para lá atingir duas mil pessoas ”, defendeu João Gomes, para quem a comunicação social tem “um papel importante” na sensibilização das pessoas", cita a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project