ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Gualberto do Rosário diz ficar ofendido com o chumbo da candidatura de Cabo Verde à presidência da CEDEAO 18 Dezembro 2017

«Chateado" até não poder mais. Irritado. Ofendido na minha condição de cidadão deste País». Escreveu na sua página de Facebook o ex-Primeiro-ministro, Antonio Gualberto do Rosário, a propósito do chumbo da candidatura de Cabo Verde à presidência da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Gualberto do Rosário diz ficar ofendido com o chumbo da candidatura de Cabo Verde à presidência da CEDEAO

O politico comenta que em instituições regionais, em qualquer parte do Planeta, sobretudo, então, em África, as decisões são tomadas antes de se chegar ao Conselho de Ministros ou à Cimeira dos Chefes de Estado e de governo. « É assim que se procede. Para isso, existem a diplomacia e as comissões e os comités técnicos. Às cimeiras nunca se leva a polémica, mas o voto que valida uma decisão trabalhada, preparada e praticamente tomada».

Para Gualberto do Rosário, nunca se perde numa votação do tipo comissário da CEDEAO. «Porque se as condições POLÍTICAS não estão reunidas, retira-se a candidatura, para evitar um prejuízo ao país, um vexame às instituições e à Nação e a exposição, desnecessária, de quem nos representa»

O ex-Primeiro de Cabo Verde alerta que é tempo de sermos profissionais, a começar pela política externa. «O que se passou nesta cimeira é grave. Mas, como é "normal", sem consequências», critica António Gualberto do Rosário.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project