REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Guerra Rússia/Ucrânia:Cientista russo de mísseis hipersónicos preso por regime de Putin sob acusação de traição. É o terceiro detido neste Verão 07 Agosto 2022

Um importante cientista russo especialista em voos hipersónicos foi preso por suspeita de traição na sexta-feira, de acordo com os meios de comunicação estatais russos.

Guerra Rússia/Ucrânia:Cientista russo de mísseis hipersónicos preso por regime de Putin sob acusação de traição. É o terceiro  detido neste Verão

Alexander Shiplyuk, diretor do Instituto de Mecânica Teórica e Aplicada do ramo siberiano da Academia das Ciências da Rússia, é o terceiro cientista russo a ser detido este Verão por suspeita de traição, escreve a CNN Portugal.

O diretor científico do Instituto, Vasily Fomin, disse à agência noticiosa russa TASS que Shiplyuk foi enviado para o centro de detenção pré-julgamento Lefortovo, em Moscovo.

A sua detenção ocorreu após a detenção a 27 de junho do investigador-chefe do instituto, Anatoly Maslov, que é suspeito de transferir dados secretos do Estado relacionados com mísseis hipersónicos.

De acordo com o website do instituto, Shiplyuk dirige um laboratório de tecnologia com túneis de vento únicos - construídos propositadamente para simular condições hipersónicas.

A 30 de junho, o Tribunal Distrital Sovetsky de Novosibirsk prendeu outro cientista, Dmitry Kolker, um investigador do Instituto de Física Laser do ramo siberiano da Academia de Ciências Russa.

Conforme a mesma fonte, Kolker foi detido sob acusações de traição do Estado por alegada colaboração com os serviços de segurança da China, informou a Reuters.

Kolker, a quem foi diagnosticado cancro de fase quatro, morreu enquanto era transferido do centro de detenção pré-julgamento.

Os poderes militares na Rússia, China e Estados Unidos estão a trabalhar no desenvolvimento de veículos de armas de deslizamento hipersónico. Tratam-se de armas altamente manobráveis que teoricamente podem voar a velocidades hipersónicas enquanto ajustam o curso e a altitude para voar sob deteção de radar e em torno de defesas de mísseis.

Os especialistas dizem que tais armas são incrivelmente difíceis de defender.

Pensa-se que a Rússia tem uma destas armas no seu arsenal, o sistema Avangard, que o Presidente russo Vladimir Putin em 2018 afirmou ser "praticamente invulnerável" às defesas aéreas ocidentais, conclui CNN.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project