REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Guerra Rússia/Ucrânia: Dois soldados americanos capturados pelas forças russas na Ucrânia 15 Junho 2022

Os combatentes são Robert Drueke, de 39 anos, e Andy Huynh, de 27 anos(ver fotos).

Guerra Rússia/Ucrânia: Dois soldados americanos capturados pelas forças russas na Ucrânia

Dois veteranos do exército dos EUA foram feitos prisioneiros de guerra na Ucrânia. Estes são os primeiros combatentes americanos a ser detidos desde desde o início do conflito, no dia 24 de fevereiro, revela NM.

Segundo a mesma fonte que cita informações avançadas pelo The Telegraph, os seus nomes são Robert Drueke, de 39 anos, e Andy Huynh, de 27 anos. O jornal revela que foram feitos prisioneiros pelas forças russas, na semana passada, nos arredores de Kharkiv.

Ambos os soldados estavam a combater no território como voluntários.

Um dos seus companheiros descreveu ter perdido a dupla de vista numa batalha na semana passada. Citado pelo jornal Dailymail o combatente, não identificado, diz que estavam numa “missão e tudo ficou absolutamente louco, com informações estranhas. Disseram-nos que a cidade estava limpa quando se descobriu que os russos já a estavam a atacar".

“Eles desceram a estrada com dois tanques T72 e vários BMP3s (veículos blindados de combate) e cerca de 100 soldados de infantaria. A única coisa que havia lá era nosso esquadrão de dez homens”, revelou o soldado ao jornal britânico.

O camarada destes soldados, acrescenta ainda que a dupla desativou um tanque russo com uma granada, mas, entretanto, perdeu-se no nevoeiro dos bombardeamentos inimigos. “Suspeitamos que eles tenham ficado inconscientes devido a uma mina antitanque ou pelo tanque que disparava sobre eles, porque missões de busca posteriores não encontraram nenhum sinal deles, nada", revela.

“Depois, enviamos drones e tivemos uma equipa de busca ucraniana no solo, mas não encontramos nada: se eles tivessem sido atingidos pelo projétil do tanque, haveria restos dos seus corpos ou equipamentos no local”, disse.

O Departamento de Estado e o Pentágono ainda não comentaram as alegações, sendo que os EUA, juntamente com outras forças ocidentais, se recusaram a enviar tropas para a região, conclui a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project