REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Guerra Rússia/Ucrânia: Morreu médica que se tornou símbolo da resistência em Mariupol 21 Abril 2022

Perdeu a vida durante a guerra. Era uma das 100 mulheres que se alistaram no exército ucraniano para defender a cidade de Mariupol.

Guerra Rússia/Ucrânia: Morreu médica que se tornou símbolo da resistência em Mariupol

Morreu este domingo, em Mariupol, a sargento e médica da Guarda Nacional ucraniana, Olena Kushnir, mulher que se converteu num símbolo da resistência ucraniana, revela NM.

Em março, Olena partilhava um vídeo nas redes sociais em que afirmava que ninguém "conseguia imaginar quão grande era a catástrofe de Mariupol".

A mulher era uma das 100 que se alistaram voluntariamente no exército para defender a cidade portuária, cujo controlo foi esta quinta-feira tomado pelos russos, segundo Vladimir Putin.

Segundo a fonte referida, numa troca de mensagens recentes com uma amiga, Olena afirmava: "Sou médica, militar, ucraniana, estou a cumprir o meu dever. Não tenham pena de mim". Em resposta, a amiga pedia que resistisse pois não queria ela fosse "nem herói, nem mártir".

A 7 de amrço, Olena perdeu também o marido na sequência da guerra que assola o país desde 24 de fevereiro.

Olena morreu poucos dias antes dos russos anunciarem o controlo da cidade portuária de Mariupol. Vladimir Putin ordenou hoje o bloqueio de Azovstal em vez de invadir a siderúrgica onde se encontra o último reduto da resistência ucraniana.

O líder russo quer que o complexo industrial seja fortemente bloqueado para que nem mesmo "uma mosca" passe despercebida e garantiu a vida daqueles que deixarem as instalações. Putin terá ainda afirmando que estes serão tratados com respeito.

Na mesma transmissão, o presidente russo afirmou que as forças de Moscovo alcançaram com "êxito" o controlo da cidade portuária ucraniana, conclui NM.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project