LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Guiné-Bissau: Primeiro-ministro garante de ter meios as eleições de Novembro 18 Junho 2018

O Primeiro-ministro da Guiné -Bissau afirma, neste Domingo, ter conseguido melhores garantias para a realização das eleições a 18 de Novembro próximo.De acordo com o chefe de governo bissau-guineense,no âmbito da preparação do escrutínio o seu país terá o apoio técnico de Portugal. Sublinhe-se que o financiamento da democracia tem sido, segundo alguns analistas, um problema para a pátria de Amílcar Cabral.

Guiné-Bissau: Primeiro-ministro garante  de ter meios as eleições de Novembro

Segundo a Lusa citada pela RFI, de regresso ao país na última madrugada, após um périplo por algumas capitais europeias, designadamente Lisboa, Bruxelas e Paris, o Primeiro-ministro guineense disse ter voltado com melhores garantias em como as eleições legislativas de 18 de Novembro vão mesmo ter lugar.

O financiamento eleitoral está garantido, conforme asseverou. Os cerca de 9 milhões de euros necessários à organização do escrutínio serão mobilizados e Portugal vai ajudar o governo de Bissau na realização do registo de potenciais eleitores.

No início do mês de Junho Aristides Gomes tinha efectuado um curta digressão à Europa em busca de apoio financeiros para as eleições legislativas previstas no dia 18 de Abril.

A União Europeia é o principal doador para a realização do processo eleitoral guineense,que tem como objectivo a consolidação da democracia no país da África Ocidental,após vários anos de crise política endémica.

Desde que a democracia multi-partidária foi instaurada na Guiné-Bissau em 1991, o país esteve - entre queda de governos por golpes de estado ou conflitos entre titulares de órgãos de soberania - sempre confrontado com o problema do financiamento das eleições.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project