SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Há quatro anos Nina e Filú saíram de casa e ainda continuam desaparecidos 03 Fevereiro 2022

Os primos Nina e Filú completam hoje quatro anos que estão desaparecidos, deixando em lágrimas os pais e os familiares, mas a mãe de um desses meninos ainda acredita que estão vivos e que podem ser encontrados.

Há quatro anos Nina e Filú saíram de casa e ainda continuam desaparecidos

O desaparecimento dos dois primos aconteceu na tarde de um sábado, 03 de Fevereiro. Na altura, Sandro Mendes (Filú) tinha dez anos e Clarisse Mendes (Nina) estava a completar 12.

Saíram de casa, em Achada Limpo, Cidade da Praia, para comprar açúcar, a pedido da avó Marcelina Lopes (Bianina), em Água Funda, na Cidade da Praia, e não regressaram, deixando em lágrimas os pais e os familiares.

Apesar de buscas efetuadas pelos familiares naquela noite e, depois, pelas autoridades, as duas crianças nunca foram localizadas.

Arlinda Mendes Cabral (Isa), mãe do Filú, disse à Inforpress que os familiares ainda acreditam que os dois primos estão vivos e que um dia voltarão à casa.

Garantiu que já perdeu as contas sobre o número de vezes que se tem dirigido à Polícia Judiciária (PJ) para se inteirar sobre o andamento das investigações.

“Já fui lá tantas vezes até que um dia me disseram que não é preciso ir lá [à PJ] e que assim que tiverem alguma notícia me contatarão”, afirmou à reportagem da Inforpress, acrescentando que já se passaram mais de seis meses da última vez que esteve na PJ e que continua a aguardar pelas “boas notícias” da polícia científica cabo-verdiana.

Ultimamente, disse, um vídeo publicado nas redes sociais Facebook alimentou a esperança dos familiares de que Nina e Filú podem estar vivos, mas fora de Cabo Verde.

“A senhora que fez o tal vídeo sobre as crianças desaparecidas em Cabo Verde pode ter razão e ela não é nenhuma doida”, acredita Arlinda Cabral que entende que as autoridades cabo-verdianas deviam estender a investigação do caso dos dois primos e de outros no além-fronteira, contando para o efeito com a colaboração das polícias desses países.

Entretanto, a Inforpress, através do Gabinete de Comunicação da PJ, tentou obter algumas informações sobre o caso dos primos desaparecidos há quatro anos, mas até à edição e publicação desta peça não obteve nenhuma reacção da parte desta autoridade de investigação.

O Filú e a Nina, segundo os vizinhos, “eram excelentes meninos”.

O seu desaparecimento contribuiu para a deterioração do estado de saúde da avó, que de acordo com a filha Isa, sente uma espécie de culpa por ter mandado os netos comprar-lhe o açúcar naquela fatídica tarde.

O desaparecimento misterioso de pessoas em Cabo Verde tem inquietado a sociedade.

A 28 de Agosto de 2017, Edine Jandira Robalo Lopes Soares, 19 anos, deixou a casa em Achada Grande Frente (Praia) alegando que ia levar o bebé para o controlo no PMI (Programa Materno-Infantil), na Fazenda, Cidade da Praia. Mãe e filho nunca mais foram vistos.

A 13 de Julho de 2021, o jovem Ismael Silva saiu de casa e o seu paradeiro continua desconhecido.

O desaparecimento de pessoas já levou à realização de várias manifestações de rua, sobretudo na capital do país, e altas entidades têm expressado inquietude em relação a esta problemática.

O cardeal Dom Arlindo Furtado também considerou que a situação é “muito preocupante, grave e chocante” e, segundo ele, há “qualquer coisa que está a acontecer que não dá para entender”.

Em Junho de 2021, o procurador-geral da República, Luís José Landim, asseverou à Inforpress que a investigação sobre pessoas desaparecidas “nunca termina” enquanto não for esclarecido sobre o que aconteceu.

“Sobre as crianças desaparecidas, recentemente, foram feitas algumas diligências de buscas em certos sítios, mas não vamos revelar qual foi o resultado, onde é que foi e qual foi o suspeito”, informou, na ocasião, o principal responsável do Ministério Público.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project