INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Haiti: Quadro anti-corrupção "o principal suspeito" do assassínio do presidente —Martine Moïse tem alta para enterro 19 Julho 2021

Sábado, 1, regressou ao país a primeira-dama do Haiti, Martine Moïse, baleada no atentado que matou o presidente. O enterro foi agendado para quarta-feira, 21, e a recém-viúva desembarcou em Port-au-Prince com colete anti-balas e rodeada de seguranças estrangeiros após dez dias internada na Flórida. Félix Badio Joseph, quadro da ULCC-Unidade de Luta Contra a Corrupção, é procurado pela polícia como "o principal suspeito" no assassinato do presidente Jovenel Moïse, anunciou a polícia colombiana na sexta-feira.

Haiti:  Quadro anti-corrupção

O antigo chefe de gabinete engrossa a lista de dezenas de suspeitos entre os quais 26 mercenários colombianos, 17 já detidos, e o primeiro-ministro Claude Joseph.

A intervenção de colombianos no crime foi desde logo admitida pelo ministro da Defesa da Colômbia, Diego Molano, que os identificou como antigos oficiais das Forças Armadas e que foram recrutados como guarda-costas de personalidades do Haiti.

O Pentágono confirmou que alguns dos colombianos detidos tinham recebido formação militar nos Estados Unidos, enquanto membros do Exército da Colômbia.

Fontes: Reuters/DW.de/Le Monde. Relacionado: Haiti: Presidente assassinado em casa — 1ª dama ferida, em ataque à 01H, 07.jul.021. Fotos (AFP)

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement