INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Haiti: Sismo de magnitude 7,2 já fez 304 mortes — Acresce a sismo político-económico-social 15 Agosto 2021

O sismo com a magnitude 7.2 da escala de Richter, que atingiu o Haiti às oito e meia de sábado (11H30 em Cabo Verde), causou já 304 mortos, segundo um balanço revelado pela agência Efe ao final da noite deste sábado.

Haiti: Sismo de magnitude 7,2 já fez 304  mortes — Acresce a sismo político-económico-social

O epicentro do sismo foi a 160 quilómetros da capital do Haiti, Port-au-Prince, segundo o USGS-Centro de Sismologia dos Estados Unidos.

Foi emitido um alerta de tsunami que, apesar de ter sido pouco depois levantado, causou a debandada da população da cidade de Cayes onde os edifícios sofreram grandes abalos: o teto da catedral caiu, o bairro comercial ficou intransitável, casas derruiram...

O tremor de terra ocorreu a 12 km da cidade de Saint-Louis-du-Sud, a mais de 160 quilómetros a sudoeste da capital. O primeiro-ministro, Ariel Henry, anunciou no Twitter a intenção de se deslocar ao local para "avaliar a situação no seu conjunto" e fez apelo ao espírito de solidariedade e comprometimento de todos os haitianos".

Instabilidade política "vem das potências estrangeiras, EUA à cabeça"

O sismo geológico é só mais um drama na sucessão de dramas em que vive a sociedade haitiana, a braços com a crise político-económico-social.

Crise política, gerada pelo assassinato do presidente. O médico-cirurgião Ariel Henry (foto à d.ta) de 71 anos que tomou posse há quase um mês, a 20-07, com a bênção dos Estados Unidos tem o objetivo de conduzir o país até às eleições de 26 de setembro de onde sairá um governo e presidente eleitos.

A escolha do novo primeiro-ministro do Haiti, como anunciou Claude Joseph (foto em primeiro plano) a 19-7, teve dois tipos de receção. Uma parte dos haitianos saudaram a medida — que confirmou a escolha, feita dias antes por Jovenel Moïse, do neurocirurgião de 71 anos para liderar o governo e convocar novas eleições. Outros — nada convencidos de que a escolha dará fim ao "clima de corrida descontrolada ao poder" iniciada no dia 7 com o assassinato do presidente — temem que tudo não passe de mais uma interferência de potências estrangeiras, a começar pelos Estados Unidos.

Joe Biden "confirmara reconhecer como primeiro-ministro interino do Haiti" Claude Joseph. Este assumira o cargo desde 14 de abril, data em que o presidente Jovenel Moïse anunciava via Twitter que "[o] Primeiro-Ministro interino, Dr. Claude Joseph, tomou posse das suas funções" no ato de investidura realizado "durante um Conselho de Ministros no Palácio Nacional".

O chefe de Estado garantia ainda: "Todos os recursos do país estão disponibilizados com vista a resolver com a máxima urgência o fenómeno da insegurança".

Jogo de basebol entre diplomatas estrangeiros

O "Haiti tornou-se um jogo de basebol entre diplomatas estrangeiros", expressou Joseph Lambert, o presidente do Senado do Haiti em entrevista à agência EPA na véspera da investidura de Michel.

Segundo o político Lambert, a pressão exercida por "diplomatas americanos é o fator mais decisivo na definição da liderança no Haiti". Um exemplo: ele, como presidente do Senado quis assumir os deveres constitucionais de liderar a nação no pós-assassinato do presidente, "mas os Estados Unidos disseram-[lhe] para não o fazer", queixou-se Lambert.

"Recebi telefonemas de certos diplomatas americanos no Haiti. Também recebi telefonemas de diplomatas do Departamento de Estado Americano que me pediram para adiar a decisão até que tivéssemos um consenso maior".

Fontes: Monde/NY Times/Washington Post/NM... Fotos: Mapa do sismo. Em tela, Domingue-François /François-Dominique Toussaint-’Louverture’ (1743-1803), líder da revolução de escravos em Santo Domingo e fundador da República do Haiti (1795) que Napoleão Bonaparte recupera em 1803. Ex-PM Claude Joseph, doutor em Política Pública e ex-professor nas universidades de Conneticut, Long Island e na nova-iorquiana ’The New School’, ex-MNE no governo Jouthe. O presidente do Senado, Joseph Lambert. O novo primeiro-ministro, Ariel Henry.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project