LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Hidroelétrica moçambicana espera aumentar produção em 4,7% 14 Dezembro 2022

A barragem de Cahora Bassa, principal fonte de eletricidade de Moçambique para consumo interno e exportação, deverá chegar ao final do ano com um aumento de produção de 4,7% em relação a 2021, anunciou a empresa gestora.

Hidroelétrica moçambicana espera aumentar produção em 4,7%

“Estimando-se que as condições se mantenham, poder-se-á atingir a 31 de dezembro uma produção de 15.693 GWh" [gigawatt-hora], referiu o presidente da Hidroelétrica de Cahora Bassa (HCB), Boavida Muhambe, em comunicado.

A albufeira está a 81,5% da capacidade, permitindo minimizar "impactos das cheias e inundações no Baixo Zambeze", uma das principais bacias hidrográficas do centro de Moçambique, durante a época das chuvas, que vai até abril.

A empresa tem investimentos em curso: o Banco Africano de Desenvolvimento anunciou, no final do último mês, um empréstimo de 125 milhões de euros à HCB para apoiar o programa de modernização do sistema de produção de eletricidade.

A modernização tem como objetivo "prolongar a vida útil da central" da produção hidroelétrica por mais 25 anos.

A HCB, empresa detida maioritariamente pelo Estado moçambicano, apresenta-se como o maior produtor de energia na África Austral e abastece Moçambique, África do Sul e outros países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project