MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Hong Kong adia eleições, Carrie Lam alega insegurança criada pela Covid-19 02 Agosto 2020

A chefe do executivo hongkonguense anunciou hoje, apenas a um mês do 6 de setembro, data marcada para o ato eleitoral, que este fica adiado por um ano. A prorrogação surge após a controvérsia dos doze candidatos pró-democracia impedidos de participar nas legislativas e que já levou a Alemanha a anunciar que suspende os acordos assinados com o governo de Hong Kong.

Hong Kong adia eleições, Carrie Lam alega insegurança criada pela Covid-19

"Hoje tenho o dever de anunciar a mais difícil decisão dos últimos sete meses: vamos adiar as eleições legislativas", disse em conferência de imprensa na sexta-feira, a chefe do executivo nomeada por Pequim.

"A epidemia está a representar um risco grave para Hong Kong. Esta eleição representa um risco singular, o maior em Hong Kong", disse Lam.

Em resposta, doze deputados da oposição emitiram um comunicado conjunto a expressar indignação com "o aproveitamento que o executivo está a fazer da situação de crise sanitária".

"A nossa resistência vai continuar e temos a esperança de que o mundo vai continuar a apoiar-nos em mais este combate que temos de enfrentar. Eles não vão poder matar-nos a todos", disse Joshua Wong, um dos rostos mais conhecidos da luta pela democracia na região administrativa.

Fontes: DW/SCMP/BBC… Relacionado: Caos marca 22 anos de retrocessão a RP China, 03.jul.019. Foto: Hong Kong, onde estes últimos dias no pós-confinamento recrudesceram os protestos contra a RP China que já levam um ano e um mês.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project